Notícias

Adoção é tema de palestra para assistidos pela Defensoria Pública

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 27, maio de 2019 às 13:59
Palestra sobre adoção na Diretoria de Primeiro Atendimento

Palestra sobre adoção na Diretoria de Primeiro Atendimento

Os assistidos pela Defensoria Pública que aguardavam na Diretoria de Primeiro Atendimento nesta segunda-feira (27), receberam informações sobre as etapas necessárias para adoção, por meio de palestra proferida pela Diretora Cível da Instituição, Dra. Sheila de Andrade Ferreira.  O Defensor Público Geral, Dr. Erisvaldo Marques dos Reis e a titular da 2ª Defensoria Pública da Infância e Juventude, Dra. Karla Cibele Teles de Mesquita Andrade, participaram do momento e também discorreram sobre o tema.

“A Defensoria Pública, além do trabalho jurídico normalmente desenvolvido, em alguns momentos realiza também atuação extrajudicial, voltada para a educação em direitos. Já trabalhamos temáticas como o autismo, a alienação parental e hoje trazemos o tema da adoção, porque estamos no mês em que transcorre o Dia Nacional da Adoção, 25 de Maio. Quem tem o interesse em adotar precisa saber que a adoção, mais do que um ato jurídico, é a materialização do reconhecimento do vínculo afetivo que liga pais e filhos. Também é importante conhecer as formas de adoção como, por exemplo, no caso de irmãos, que sempre é prioridade que não sejam separados para não desconstruir o vínculo familiar que existe, adoção tardia, etc. Então, pensando nesses detalhes, trouxemos um material informativo para vocês, que também será disponibilizado no site da Defensoria, informando o passo a passo da adoção. Esperamos que contribua e nos colocamos à disposição para esclarecer qualquer dúvida. Aproveitamos para agradecer a colaboração da Dra. Karla Cibele Andrade e ao nosso Defensor-Geral, Dr. Erisvaldo Marques, que sempre nos apoia no desenvolvimento desses projetos”, ressaltou Dra. Sheila de Andrade.

Dra. Karla Cibele Andrade, destacou alguns a disponibilidade do Núcleo da Infância para atender  os pretendentes a adoção. “Tanto as demandas de inscrição no Cadastro Nacional de Adoção como as Ações dos vários tipos de adoções são promovidas  pelo Núcleo de Defesa da Criança e do Adolescente da Defensoria Pública assistindo a qualquer pessoa, tendo em vista não realizarmos triagem de renda para estes atendimentos. Quem deseja adotar precisa Ter informações a respeito do processo judicial pelo qual irá passar, assim como saber que a adoção é irrevogável, que, em regra, precisa se inscrever no Cadastro Nacional de Adoção, passando pelas varias etapas exigidas por este e que nós estamos disponíveis para orientar cada passo de quem tenha esse nobre interesse, basta que nos procure na Casa de Núcleos da Defensoria, na Avenida Nossa Senhora de Fátima , 1317” informou.

“É sempre interesse da Defensoria Pública, trazer para apresentação e debate temas que são do interesse das pessoas que atendemos. O tema de hoje, a adoção, consiste em uma atitude de amor e responsabilidade. Agradecemos a participação e interesse de vocês e esperamos que as informações aqui prestadas tenham contribuído para esclarecer quaisquer dúvidas. Agradecemos a disponibilidade da Dra. Sheila de Andrade, quem vem abordando esses temas de forma esclarecedora e da Dra. Karla Cibele Andrade, que deu uma importante colaboração para a palestra e desenvolve, junto com Dra. Daniela Bona, um importante trabalho relacionado à adoção por meio do Núcleo da Infância e Juventude”, disse Dr. Erisvaldo Marques

A promotora de vendas R.R. B., que se encontrava aguardando atendimento aprovou a iniciativa da Defensoria. Com certeza receber essas informações é muito melhor que ficar assistindo TV enquanto aguardamos o atendimento”, disse

O auxiliar de serviços, O. Z. F. também se manifestou favorável. “É um tema muito importante para se conhecer, porque sabemos que muita gente até pensa em adotar, mas desiste acreditando que não vai conseguir, então é bom saber dessas informações”, avaliou.