Notícias

Atendimento Criminal da Defensoria Pública em Teresina passa a funcionar na Ilhotas

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 22, novembro de 2022 às 13:10

WhatsApp Image 2022-11-22 at 13.00.24

O atendimento criminal da Defensoria Pública do Estado do Piauí em Teresina está em novo endereço. A partir de agora quem necessitar dos serviços da Instituição nessa área deve se dirigir ao prédio da Instituição situado na rua Jaicós, 1435, no bairro Ilhotas, zona Sul da capital.

O prédio, onde funcionou a sede provisória durante a reforma do edifício-sede, e posteriormente as Defensorias de Categoria Especial, foi todo readequado para receber a Diretoria Criminal, composta pelas Defensorias Criminais, as Defensorias com atuação no Tribunal do Júri e a Coordenação do Sistema Prisional, proporcionando um ambiente de trabalho adequado às funções das Defensoras Públicas, Defensores Públicos e suas respectivas equipes, bem como ao acolhimento das assistidas e assistidos que procurarem a Instituição.

O atendimento da Defensoria na área Criminal permanecerá no bairro Ilhotas até que seja concluída a reforma da Unidade João XXIII da Instituição, que será devidamente adequada para proporcionar conforto e segurança às Defensoras Públicas, Defensores Públicos e suas equipes, assim como às assistidas e aos assistidos pela Defensoria.

O Defensor Público Geral, Erisvaldo Marques dos Reis diz que a reforma trará ganhos para todos. “A mudança da Diretoria Criminal para o bairro Ilhotas é provisória e possibilitará que possamos reestruturar o prédio da Unidade João XXIII, para que ofereça um atendimento cada vez mais qualificado aos nossos assistidos e assistidas, assim como proporcionar às pessoas que compõem os quadros da Defensoria Pública um ambiente de trabalho devidamente adequado para o exercício de suas funções. Essa reforma já estava prevista no Plano Estratégico da Defensoria e se constitui em mais um passo para o engrandecimento da Instituição em nosso Estado. A exemplo do que ocorreu com o edifício-sede, nossa intenção é oferecer um local que a população aprove e no qual se sinta devidamente acolhida para o encaminhamento de suas demandas. Enquanto isso, as pessoas que necessitarem do atendimento na área criminal podem se dirigir ao prédio da Ilhotas que, com certeza, serão recebidos com a mesma atenção, qualidade e eficiência encontrada na João XXIII”, afirma.