Notícias

Coordenadora do Núcleo do Idoso profere palestras em eventos relacionados a pessoa idosa

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 27, junho de 2017 às 12:47
Dra. Sara Melo em palestra no Ministério Público

Dra. Sara Melo em palestra no Ministério Público

A Coordenadora do Núcleo Especializado do Idoso e da Pessoa com Deficiência da DPE-PI, Defensora Pública Dra. Sara Maria Araújo Melo, participou recentemente de várias atividades alusivas ao transcurso do Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, comemorado em 15 de junho.

A Defensora proferiu palestra sobre “Violência Contra o Idoso”, no SESC para um público formado em sua maioria por pessoas idosas, e sobre “Direitos do Idoso”, durante o  Seminário “Direitos do Idoso: conhecer para respeitar”, realizado pelo Ministério Público do Estado do Piauí.

Idealizado pelo Centro de Apoio Operacional de Defesa da Pessoa com Deficiência e do Idoso (CAOPDI) em parceria com o Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (CEAF), o evento do Ministério Público ocorreu no edifício sede das Promotorias e Procuradorias de Justiça, localizado no Bairro de Fátima, zona leste de Teresina.

Na oportunidade a Diretora Geral do CEAF, Dra. Raquel Normando, parabenizou a realização do seminário, além de agradecer a presença dos participantes da atividade. “No último dia 15 de junho celebramos o Dia Mundial de Combate a Violência Contra a Pessoa Idosa. E conversar sobre esse assunto é importante demais porque a população envelhece progressivamente. Por isso é necessário que iniciemos a construção de uma sociedade que aceite e saiba integrar as gerações”, avaliou a Procuradora de Justiça.

Em sua palestra Dra. Sara Melo abordou questões relacionadas à legislação brasileira que asseguram benefícios e proteção ao idoso. “Inicialmente ressalto que a organização foi muito feliz com a escolha do tema, pois a partir do conhecimento de seus direitos é que se evidencia uma menor possibilidade de desrespeito aos direitos de um cidadão. Assim, conversamos sobre alguns direitos previstos no Estatuto do Idoso, dando especial ênfase àqueles direitos, cuja violação, ensejam uma maior procura pelos serviços da Defensoria Pública, por exemplo: guarda dos netos, alimentos ao idoso, planos de saúde, Benefício de Prestação Continuada e a PEC 287/2016 (Reforma da Previdência), delitos de negligência e abandono,  dentre outros. Contamos com a presença de Promotores de Justiça com atuação no interior do Estado, de representantes de entidades que trabalham com idoso e efetiva participação dos idosos”, diz a Defensora ao avaliar o evento.

De acordo com relatório “Síntese de Indicadores Sociais 2016” do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), divulgado no ano passado, a proporção da população idosa no Brasil cresceu de 9,8% para 14,3%, no período de 2005 e 2015. Outro dado interessante refere-se ao declínio da taxa de ocupação entre os maiores de 60 anos de 30,2% para 26,3%. No Piauí, a expectativa de vida vária entre 70,3 e 72,0 anos. As pessoas com 60 anos ou mais representam entre 11,5% e 12,8% da população do Estado.

O Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa foi instituído pela ONU – Organização das Nações Unidas – e pela Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa – INPES. As instituições supranacionais fixaram esse memorial com a finalidade de sensibilizar os indivíduos para o combate das diversas formas de violação de direitos dos idosos.

Com dados da assessoria do MP/PI