Notícias

Curso Defensoras Populares aborda mecanismos de proteção para mulheres vítimas de violência

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 22, setembro de 2019 às 10:49
Encerramento do segundo módulo do Curso defensoras Populares

Encerramento do segundo módulo do Curso

A Defensoria Pública do Estado do Piauí realizou no último sábado, dia 21 de setembro, na Biblioteca Estação Nova Cultura, no Itararé,  o II Módulo do Curso Defensoras Populares, que visa capacitar lideranças comunitárias femininas e demais mulheres interessadas, para que se transformem em agentes de transformação dentro de suas comunidades. O Módulo foi ministrado pelas Defensoras Públicas Dra. Carla Yáscar Bento Feitosa Belchior, Subdefensora Pública Geral; Dra. Lia Medeiros do Carmo Ivo e Dra. Verônica Acioly de Vasconcelos  e teve como tema: “Direitos Humanos das Mulheres : Constituição, Lei Maria da Penha e Violência Obstétrica”. As Defensoras Públicas Dra. Débora Cunha Vieira Cardoso e Dra. Elisa Cruz Ramos também estiveram presentes.

Dra. Carla Yáscar Belchior falou sobre violência obstétrica

Dra. Carla Yáscar Belchior falou sobre violência obstétrica

Iniciativa no Piauí da Subdefensora Pública Geral, Dra. Carla Yáscar Belchior, o Curso Defensoras Populares conta com oito módulos previamente definidos, sempre abordando temas voltados para a proposta inicial, que a formação de lideranças comunitárias como agentes multiplicadores na busca pela garantia dos direitos das mulheres.

No sábado Dra. Lia Medeiros e Dra. Verônica Acioly, ambas titulares do Núcleo de Defesa da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, discorreram especialmente sobre o enfrentamento à violência contra as mulheres.

Dra. Lia Medeiros explica sobre o combate à violência

Dra. Lia Medeiros explica sobre o combate à violência

Dra. Lia Medeiros destacou que muitas mulheres continuam sofrendo abusos e mesmo tendo suas vidas interrompidas porque em sua própria base não encontram o apoio necessário para que procurem os órgãos e instituições de proteção, que possam lhes assegurar o apoio que necessitam para lutarem por seus direitos. “Também pontuamos que a luta pelo direitos humanos das mulheres não se faz só no Sistema de Justiça, pelo contrário, ela tem início dentro da própria comunidade, nos círculos de amizade, família e de afetividade. Nós temos que nos unir e nos apropriar do conhecimento sobre nossos direitos e sobre a rede de atendimento, para que possamos impulsionar outras mulheres. Aí está a grande importância desse Curso, a formação desses grupos de promoção e defesa dos direitos humanos, fazendo a diferença na vida real e comunitária das mulheres”, diz Dra. Lia Medeiros que é Coordenadora do Núcleo de Defesa da Mulher da Defensoria.

Mulheres escutam atentamente informações repassadas por Dra. Verônica Acioly

Mulheres atentas às  informações da Dra. Verônica Acioly

Dra. Carla Yáscar Belchior, abordou especificamente a questão da violência obstétrica. “As mulheres foram informadas sobre a rede de assistência a mulher em situação de violência e como acioná-la, bem como a apoiar umas às outras no combate às violências de gênero. Por fim, conversamos sobre a violência obstétrica, uma realidade vivida por muitas mulheres em hospitais e maternidades, ressaltando a importância de as mulheres se informarem e exigirem o respeito aos seus direitos, bem como de denunciarem as violações, como forma de buscar a mudança de tratamento por parte dos profissionais do sistema de saúde  e humanização da assistência. Foi uma tarde muito rica, com intensa participação das futuras Defensoras Populares”, afirma a Subdefensora-Geral.

O próximo módulo do Curso acontecerá no sábado, dia 28 de setembro, sendo ministrado pelas Defensoras Públicas Dra. Sheila de Andrade Ferreira, Diretora Cível da DPE-PI e Dra. Sarah Vieira Miranda Lages Cavalcanti, titular da 2ª Defensoria Pública do Idoso. Nesse dia o tema abordado será “Ações Afirmativas: Direitos dos idosos, deficientes, população LGBTI e criança e adolescente”.