Notícias

Defensor Público participou do lançamento da campanha contra a LGBTFobia no Piauí

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 20, maio de 2019 às 14:53
Lançamento aconteceu no Palácio de Karnak

Lançamento aconteceu no Palácio de Karnak

O Defensor Público Dr. Igo Castelo Branco de Sampaio, titular do Núcleo de Direitos Humanos da Defensoria Pública, participou na última sexta-feira, dia 17 de maio, do lançamento da campanha contra a LGBTFobia no Piauí. A solenidade marcou o transcurso do Dia Internacional de Luta contra a LGBTFobia e foi realizada no Palácio de Karnak, com a presença da Vice-Governadora Regina Sousa.

A Campanha está sendo lançada pelo Governo do Piauí, por meio da Secretaria Estadual de Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos, que tem como gestor o secretário José Santana.

Lançamento da Campanha contra a LGBTFobia

Lançamento da Campanha contra a LGBTFobia

“É preciso educar as crianças para que se tenha uma geração melhor”, declarou a Vice-Governadora na ocasião, sugerindo que a Superintendência em Direitos Humanos, vinculada à Secretaria, promova um programa de educação em Direitos Humanos. Regina Sousa revelou que ainda neste semestre será lançado o Disque DH, objetivando  receber denúncias de violação aos Direitos Humanos.

O secretário José Santana, da SASTDH, disse que a Campanha pretende alcançar a equidade entre todos. “Vamos fazer o que for possível para alcançar os resultados propostos pela Campanha contra a LGBTFobia. Essa campanha, a cada ano, vem crescendo e ganhando mais notoriedade entre as pessoas que lutam por direitos iguais entre todos os públicos”,  afirmou.

“Vemos a necessidade de uma discussão sobre educação em direitos na questão preventiva, porque sabemos que nos casos de LGBTFobia o foco maior  é na questão punitiva, na repressão depois que a infração acontece. Nesse sentido a Defensoria, que conta com o Núcleo de Direitos Humanos atuando constantemente nessa temática, reforçou esse compromisso durante o lançamento da Campanha, inclusive recebendo várias referências por parte da Vice-Governadora, do Secretário e da nova Superintendente de Direitos Humanos. Nossa participação foi importante para referendar o papel da Defensoria Pública, fazer articulação com os órgãos presentes e reafirmar o compromisso. Ao mesmo tempo entendemos que a Campanha deve ter ampla adesão, todos somos responsáveis por esse combate a LGBTFobia que, inclusive é muito presente nas instituições, onde é chamada de LGBTFobia  Institucional, por conta disso um dos focos é  uma ampla  e massiva campanha educativa, informativa, de capacitação, com os servidores do poder público. Durante a solenidade pactuamos uma reunião com a Superintendente de Direitos Humanos, para cada vez mais aproximar a Defensoria Pública do Executivo,  buscando o planejamento de políticas públicas conjuntas”, afirmou Dr. Igo de Sampaio.