Notícias

Defensora Geral dá posse a dois novos Defensores Públicos

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 06, outubro de 2017 às 16:44
Solenidade aconteceu no auditório da Escola Superior da Defensoria Pública

Solenidade aconteceu no auditório da Escola Superior da Defensoria Pública

Foi realizada nesta sexta-feira (06), a solenidade de posse dos Defensores Públicos Dra. Marcelly Santos de Sousa e Dr. Eduardo Ferreira Lopes, nomeados por ato do Governador Wellington Dias em 25 de setembro do ano em curso. A posse foi realizada no auditório da Escola Superior da Defensoria Pública, em solenidade presidida pela Defensora Pública Geral, Dra. Francisca Hildeth Leal Evangelista Nunes, que compôs a  Mesa de Honra juntamente com o Subdefensor Público Geral, Dr. Erisvaldo Marques dos Reis; a Corregedor-Geral da DPE-PI, Dra. Ana Patrícia Paes Landim Salha; o representante da Associação Piauiense de Defensores Públicos, Dr. Arilson Pereira Malaquias e o Secretário de Governo do Estado do Piauí, Merlong Solano.

Na solenidade, o Termo de Posse foi lido pela Corregedora-Geral  da DPE-PI, Dra. Ana Patrícia Paes Landim Salha. Em seguida  a nova Defensora Pública Dra. Marcellly Santos de Sousa proferiu o juramento concernente ao exercício da Carreira de Defensor Público.

O novo Defensor Público Dr. Eduardo Ferreira Lopes, falou em nome dos empossados, agradecendo a todos que contribuíram para o momento e destacando a importância de fazer parte dos quadros da Defensoria Pública. “Só preciso dizer duas palavras, contribuição e agradecimento. Contribuição enquanto o desamparado necessita do apoio de uma Justiça célere e eficaz. Temos que entender que estamos atendendo a um chamado, do pobre, do carente, do hipossuficiente. O agradecimento é aos que auxiliaram na concretização do nosso sonho”, disse.

Falando pela Associação Piauiense de Defensores Públicos, Dr. Arilson Malaquias definiu a Defensoria Pública. “Gostaria de definir a Defensoria no olhar do ex-ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal, Carlos Aires Brito, que para mim é uma das melhores definições. Ele diz que  a opção que se faz pela Defensoria Pública é vocacional,  porque própria de pessoas que fazem do Direito, mais que um meio de vida, talvez a mais bela razão de viver. Com o contato cotidiano com o público vulnerável, fragilizado, é que vocês vão se descobrir nessa missão”, destacou.

O Secretário de Governo, Merlong Solano, também se manifestou. “Nosso Brasil é um pais impressionante. Fomos um dos que mais cresceram ao longo do século vinte, contudo preservamos  antigas distorções e criamos novas nesse crescimento. O país que tem o potencial para ser uma das maiores economias do mundo é , ao mesmo tempo, o que continua sendo um dos mais desiguais, marca que condiciona o serviço público, cuja principal missão é ajudar a reduzir as mazelas de uma estrutura socioeconômica desigual. Minha esperança é que vocês se enquadrem na parcela de servidores públicos, que felizmente é grande, que entendem que estão assumindo uma missão, expressa no nome do cargo: servidor público”, disse.

Dra. Hildeth Evangelista deu as boas-vindas a todos os presentes e destacou o papel da Defensoria. “Vocês ingressam na Instituição em um momento especial, quando a Defensoria Pública em recente pesquisa nacional, promovida pelo Conselho Nacional do Ministério Público, foi considerada a Instituição mais importante para sociedade Brasileira; quando a Defensoria apreende gradativamente a exercer a sua recém conquistada autonomia financeira, orçamentária e administrativa com muita responsabilidade em face do contexto econômico e político atual. Faz-se necessário ter audácia e coragem, acrescida com uma boa dose de sabedoria para enfrentar os percalços da nobre arte de defensorar. Sei que vocês são possuidores de tais atributos, posto que acompanhei uma parte da batalha que os conduziu até o presente momento: a posse como Defensores Públicos do Estado do Piauí.  Nossa Instituição é composta de guerreiros e guerreiras, mulheres e homens lutadores. Todos os dias temos um desafio novo, seja na defesa dos nossos assistidos ou dos nossos direitos, prerrogativas institucionais e na consolidação de nossa autonomia. A cada conquista institucional há uma batalha a até efetivação. Nada vem com facilidades para DPE/PI. E todas essas as batalhas e lutas diárias e habituais nos fortificam e nos tornam cada dia mais resistentes”, destacou.

A Defensora Geral complementou sua fala ressaltando o trabalho voltado para os assistidos. “A Defensoria Pública tem muito a contribuir com o desenvolvimento social e garantias de cidadania. Não há crescimento que não prescinda de redução das desigualdades. Tal não se dá sem o efetivo acesso de todas as camadas sociais aos bens e serviços indispensáveis a uma vida digna, o que é negado à população carente por fatores os mais diversos, notadamente os econômicos. Frente a essa realidade temos plena consciência que a Defensoria faz a diferença e promove cidadania onde está presente, como expressão e instrumento do regime democrático, promoção dos direitos humanos e a defesa, em todos os graus, judicial e extrajudicial, de forma integral e gratuita aos que necessitam dos nossos serviços. A vocês dois nesse momento parabenizo e agradeço pela perseverança. A  Defensoria e os nossos assistidos esperam ansiosamente por vocês. Somos não é apenas um meio de acesso às instâncias do Poder Judiciário, mas instrumento de alcance da Justiça, no seu sentido maior de equidade. Lembrem que a arte de defensorar sempre exigirá coragem. E nem poderia ser diferente. Sejam bem vindos a essa família defensorial, faço votos de uma carreira vitoriosa”, finalizou Dra. Hildeth Evangelista.

A posse dos novos Defensores Públicos foi prestigiada por número significativo de autoridades e pelos familiares e amigos do empossados.