Notícias

Defensora Geral participa da abertura da IV Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 27, outubro de 2017 às 16:24
Dra. Hildeth Evangelista na mesa de abertura do evento

Dra. Hildeth Evangelista na mesa de abertura do evento

A Defensora Pública Geral do Estado do Piauí, Dra. Francisca Hildeth Leal Evangelista Nunes, participou na última quinta-feira (26) da abertura da IV Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial, realizada no Memorial Esperança Garcia. O evento, que acontece até esta sexta-feira (27) com atividades no Centro de Treinamento da FETAG, é uma realização conjunta da Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Sasc), Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial.

Neste ano a Conferência teve como tema “O Brasil na Década dos Afrodescedentes: reconhecimento, justiça, desenvolvimento e igualdade de direitos”. A solenidade de abertura contou com palestra magna ministrada pela assessora de Projetos da Coordenadoria Ecumênica de Serviços, Rosana Fernandes.

A Conferência teve entre seus objetivos estabelecer diretrizes e avaliar a implementação de políticas públicas, ações, programas e projetos para promoção da igualdade racial e enfrentamento à discriminação em razão de raça, cor, etnia, religião e origem, em âmbito estadual e nacional, e também fortalecer as ações relacionadas ao gozo de direitos e à igual participação dos afrodescendentes em todos os aspectos da sociedade brasileira.

“É de grande relevância a realização da Conferência de Promoção da Igualdade Racial, por tratar-se de um fórum legitimado pelos movimentos sociais no qual é possível estabelecer um debate amadurecido sobre os desafios das políticas de promoção nessa área. Esses desafios são vários, mas não podem deixar de ser implementados promovendo, como prevê a Constituição o bem de todos, sem preconceitos, sejam estes de origem, raça, sexo, cor, idade ou  quaisquer outras formas de discriminação. É preciso, a cada debate destes, validar os marcos legais de políticas de promoção de igualdade racial por meio de medidas necessárias para suprimir todo e qualquer tipo de discriminação”, afirma Dra. Hildeth Evangelista.