Notícias

Defensora Pública vai abordar combate à violência e adoção de medidas de proteção à pessoa idosa na Rádio Pioneira

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 14, junho de 2019 às 12:28
Dra. Sara Melo durante a gravação do Programa

Dra. Sara Melo durante a gravação do Programa

A Defensora Pública, Dra. Sara Maria Araújo Melo, titular da 1ª Defensoria Pública do Idoso, concedeu entrevista ao Programa Espaço de Diálogo, que será exibida pela Rádio Pioneira de Teresina 88.7FM, neste sábado (15), às 10h. Falando à jornalista Luísa Gonçalves, a Defensora Pública discorreu sobre os direitos da pessoa idosa, abordando especialmente os índices de violência contra essa parcela específica da população que são alarmantes, precisam ser divulgados e principalmente combatidos.

De acordo com o publicado pela Agência Brasil, levantamento feito pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos revelou que, no ano passado, o Disque 100 registrou um aumento de 13% no número de denúncias sobre violência contra idosos, em relação ao ano anterior. De acordo com a pasta, o serviço de atendimento recebeu 37.454 notificações, sendo que a maioria das agressões foi cometida nas residências das vítimas (85,6%), por filhos (52,9%) e netos (7,8%). Divulgado na última  terça-feira (11), o levantamento mostra que a suscetibilidade das mulheres idosas é maior. Elas foram vítimas em 62,6% dos casos e os homens, em 32,2%. Em 5,1% dos registros, o gênero da vítima não foi informado.

Em sua participação, Dra. Sara Melo destacou ser relevante a divulgação de dados relativos à violência praticada contra idosos e cobrou  a adoção de políticas públicas efetivas para o combate a violência a amparo da pessoa idosa. “É sempre muito bom que a Defensoria Pública, através de seus órgãos de execução, esteja presente nos mais diversos meios de comunicação. Assim, participei de roda de conversa sobre a violência contra o idoso, que apresenta índices alarmantes. Os dados demonstram que o maior violador de direitos é a família.   Sem olvidar que o Estado também viola sucessivamente os direitos das pessoas idosas, ao deixar de efetivar políticas públicas que contemplem esta parcela da população. Exemplo disso são, no Estado do Piauí, as Instituições de Longa Permanência mantidas por este que estão completamente abandonadas. Os problemas que encontramos lá, nas visitas do Plano de Monitoramento das ILPI’s, são gigantescos. Neste contexto, creio que nossa sociedade deve iniciar com a adoção de uma cultura de respeito, de conscientização da não violência, porque a partir deste, os direitos e os próprios idosos serão menos violentados. Também ressalto a importância da nossa proatividade, das pessoas nunca silenciarem diante de qualquer tipo de violência: seja física, patrimonial, psicológica, sexual, negligência e o abandono. Denuncie!!”, afirmou Dra. Sara Melo.

O Programa Espaço de Diálogo é gravado antecipadamente, sempre abordando temas de interesse da população. A apresentação é feita em rodízio  pelos jornalistas Cristiane Sekeff, Luisa Gonçalves e Gil Costa e conta com a produção de Raphael Santos e Nicole Barros.