Notícias

Defensoria certifica 180 novas Defensoras Populares em solenidade no dia 05 de dezembro

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 29, novembro de 2022 às 11:48

Defensoria certifica 180 novas Defensoras Populares em solenidade no dia 05 de dezembro

No dia 05 de dezembro a luta pelos direitos humanos e acesso à Justiça ganha 180 novas Defensoras Populares. Trata-se da solenidade de formatura das integrantes da Turma Maria Sueli Rodrigues, fruto da quarta edição do curso de capacitação de lideranças femininas, realizado pela Defensoria Pública desde 2019, sob a coordenação da Subdefensora Pública Geral, Carla Yascar Bento Feitosa Belchior. A solenidade, que acontecerá no edifício-sede da Defensoria, em Teresina, será transmitida pelo canal da Instituição no Youtube e contará com palestra da fundadora do Instituto da Mulher Negra – Geledés, Deise Benedito.

O projeto Defensoras Populares, do qual o curso homônimo se originou, é destinado a capacitação de lideranças femininas em direitos humanos e direitos das mulheres, objetivando que sejam  agentes multiplicadores junto às suas comunidades. O Núcleo de Defesa da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar da Defensoria tem participação efetiva na realização do curso, que conta ainda com a colaboração das Defensoras Públicas que atuam como facilitadoras.

A palestrante da manhã da formatura, Deise Benedito, é graduada em Direito, com especialização em Relações Étnico Raciais, Gênero, Segurança Pública e Sistema Prisional, sendo também Mestre em Direito e Criminologia pela UnB. Além de fundadora do Instituto da Mulher Negra Geledés, fundou o  Fórum Nacional de Mulheres Negras e é dona de uma extensa produção bibliográfica voltada para os direitos humanos, a história da população negra e a luta antirracista.

O Curso Defensoras Populares, cuja primeira edição aconteceu em 2019, capacitando mulheres da região do Itararé/Grande Dirceu, teve um crescimento significativo, firmando-se como uma das capacitações mais promissoras realizadas pela Defensoria Pública do Piauí e atraindo participantes não só do Estado, mas de outros estados da Federação, como Maranhão, Ceará, Rio de Janeiros e Amazonas, o que pôde ser observado a partir de 2020, com a Turma Maria da Inglaterra,  quando, com a pandemia da Covid-19, o projeto prosseguiu em formato virtual, novamente adotado em 2021, quando a turma foi denominada de Esperança Garcia.

A Subdefensora Pública Geral, Carla Yáscar Belchior, destaca as peculiaridades do projeto e da próxima formatura. “O projeto Defensoras Populares é uma construção conjunta, da Defensoria Pública e da sociedade, que resulta em um rico aprendizado em relação aos direitos que todas e todos temos, mas muitos ainda desconhecem. Esse aprendizado crescente vem sendo constatado a cada edição realizada, quando vemos o resultado da capacitação de mulheres fortíssimas, destemidas e aguerridas; quando vemos esse projeto transpor fronteiras físicas, virtuais, regionais; quando percebemos que a luta por direitos humanos, por direitos das mulheres, ganhou proporções que a tornaram algo grandioso, que não pode mais retroceder. Nesta edição, homenageamos a professora Maria Sueli Rodrigues de Sousa, militante feminista e que nos deixou um importante legado na defesa dos direitos humanos, tendo influenciado na formação de profissionais, estudantes e pesquisadores, e contribuído em momentos políticos importantes, sempre lutando por uma sociedade mais justa e igualitária. A nossa palestrante também, Deise Benedito, reúne o ápice do conhecimento nessa luta por direitos, bem como é dona de uma história de vida que merece ser louvada. Por todo esse conjunto, cremos que a Formatura das novas Defensoras Populares será um momento único, a ser lembrado por todas e todos que se fizerem presentes. Desejo às nossas formandas que realmente coloquem em prática o aprendizado adquirido e tenham a certeza de contar sempre com a Defensoria Pública do Piauí, Instituição na qual serão sempre bem-vindas”, afirma.