Notícias

Defensoria Criminal da capital recebe treinamento para utilização do Sistema Solar

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 01, novembro de 2019 às 20:55
Treinamento do Sistema Solas nesta sexta-feira

Treinamento do Sistema Solas nesta sexta-feira

A Defensoria Pública do Estado do Piauí realizou, nesta sexta-feira (01), mais um treinamento para utilização do Sistema Solar (Solução Avançada em Atendimento de Referência). Participaram Defensoras e Defensores Públicos, servidores, colaboradores e estagiários da Defensoria Criminal da capital.

Dr. Ivanovick Feitosa ministrando o treinamento

Dr. Ivanovick Feitosa ministrando o treinamento

O Defensor Público Geral do Estado do Piauí, Dr. Erisvaldo Marques dos Reis, esteve presente ao treinamento que foi ministrado pelo Diretor Administrativo, Dr. Ivanovick Feitosa Dias Pinheiro e pelo  desenvolvedor da Coordenação da Tecnologia da Informação da Defensoria, Tonny Cleuton de Lima Nascimento, no auditório da Casa de Núcleos da Defensoria.

Desenvolvido pela equipe de Tecnologia de Informação da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO), o Sistema Solar possibilitará   monitoramento integral de todas as atividades desenvolvidas por Defensores, servidores e estagiários, facilitando a confecção de peças processuais e documentos administrativos com cada vez mais segurança e eficácia. Também tornará possível a criação de um banco de dados com todas as informações dos assistidos e todos os atendimentos a eles prestados, o que será de grande valia para o acompanhamento de cada caso específico.

Para a Coordenadora do Sistema Prisional e titular da 4ª Defensoria Pública Criminal, Dra. Viviane Pinheiro Pires Setúbal, “O Sistema Solar para a Defensoria Pública representa um avanço gigantesco, porque um dos nossos grandes desafios é ter o controle do número de assistidos, dos processos, de como é a vida dessas pessoas na Defensoria Pública e uma particularidade do Solar é que ele permite o compartilhamento das ações entre a equipe. Estando eu na Defensoria ou no Fórum em audiências, posso acompanhar as atividades da minha equipe de trabalho. Na 4ª Defensoria Criminal já estamos usando o Sistema Solar e com o treinamento de hoje com certeza iremos utilizar mais ferramentas, como a de execução de tarefas. Isso é muito importante, porque nos permite o controle do nosso Órgão de Execução e também o compartilhamento das informações, para prestar assistência da melhor forma possível. O grande diferencial do Sistema Solar é esse compartilhamento das informações dentro da Defensoria Pública. A Instituição está de parabéns por ter adquirido esse  Sistema, porque sentiremos no dia a dia as melhorias”, destaca.

Dr. Ivanovick Feitosa volta a ressaltar os avanços que o novo Sistema trará para a DPE-PI.  “Como foi desenvolvido dentro de um ambiente de Defensoria Pública, O Sistema Solar  abrange todo o fluxo de trabalho, nas mais diversas áreas de atuação da Instituição, tendo ainda a vantagem de já ter sido testado e aprovado por outras Defensorias. Trata-se de um Sistema bem evoluído, que gentilmente nos foi cedido pela Defensoria Pública do Tocantins,  a partir do qual será possível fazer um relatório de atendimentos, produtividade, gerar um perfil do assistido, trabalhar as movimentações feitas pelos Defensores e suas equipes, agilizando a confecção das peças processuais. Enfim, será certamente de grande valia para o bom desempenho da Defensoria Pública”, diz o Diretor Administrativo.

Para Dr. Erisvaldo Marques são certos os ganhos com a implantação.“Com o Sistema Solar sem dúvidas damos um passo significativo rumo a um atendimento mais célere, que se reverterá em uma resposta mais pontual a todos os que assistimos. Reconhecido atualmente como uma ferramenta eficaz para atendimento no meio jurídico, o Solar irá facilitar o trabalho desenvolvido dentro da Defensoria Pública. Todos os Defensores, servidores, colaboradores e estagiários serão devidamente capacitados para a utilização do Sistema e, ao final, o maior beneficiado será nosso assistido, que terá um acompanhamento cada vez mais eficiente dos seus processos, garantindo uma resposta mais eficaz e pontual ”, afirma o Defensor Público Geral.