Notícias

Defensoria discute Justiça na primeira Infância em Seminário participativo

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 15, outubro de 2021 às 13:24

primeira

Com o tema Justiça Começa na Infância, a Defensoria Pública do Estado do Piauí, por meio de sua Ouvidoria-Geral e Escola Superior (Esdepi), realizou  na última quinta-feira (14), seminário reunindo renomados profissionais com atuação na área da infância e adolescência. O evento aconteceu no formato remoto, por meio da plataforma Zoom.

A abertura do seminário foi feita pela Diretora da Esdepi, Defensora Pública Andrea Melo de Carvalho e pelo Ouvidor-Geral externo da Defensoria, Djan Moreira e contou com a participação de pessoas de Teresina, interior do Piauí e também de outros estados, como Ceará Maranhão, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, entre as quais muitos Conselheiros Tutelares. Na oportunidade foram feitas, pela Ouvidoria, homenagens póstumas à  médica pediatra e sanitarista, Zilda Arns; e à coordenadora Estadual da Pastoral da Criança e líder da Pastoral da Criança na Diocese de Parnaíba, Bernarda Marques de Lima, pelos relevantes serviços prestados à criança. O evento, bastante participativo,  contou com mais de 130 visualizações.

Foram palestrantes  evento Ivânia Ghesti, analista judiciária e secretaria especial de Programas, Pesquisas e Gestão Estratégica do Conselho Nacional de Justiça; Nelson Arns Neumann, coordenador internacional da Pastoral da Criança; Heloisa Oliveira, diretora de Relações Institucionais e Governamentais da Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal; Miriam Pragita, coordenadora da Secretaria Executiva da Rede Nacional Primeira Infância; Joselisse Carvalho, Promotora de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional de Defesa da Infância e Juventude do Ministério Público do Piauí; Juciara Santiago, servidora da DPE-PI, assessora da Diretoria de Primeiro Atendimento; e Karla Cibele Andrade, Defensora Pública do Núcleo Civel Especializado de Defesa da Criança e do Adolescente (Nucideca). Todos abordaram temas relevantes relacionados à área da Infância.

O Ouvidor-Geral, Djan Moreira, destacou a relevância do tema discutido. “O evento foi positivo e reuniu grandes nomes que tratam dessa questão da primeira infância. Entendo que a Defensoria Pública deu mais uma vez sua contribuição, por meio da Esdepi e da Ouvidoria, primeiro para que as pessoas conheçam seus direitos, sobretudo os da primeira infância, e Justiça começa na primeira infância, essa fase tão importante que vai de zero a seis anos de vida;  segundo  para que os órgãos e a rede de proteção à criança e ao adolescente continuem tendo esse olhar cuidadoso, aliando sempre teoria e prática, seja na promoção, seja na defesa, seja no controle das políticas públicas em benefício da primeira infância”, afirmou.