Notícias

Defensoria garante transporte escolar adequado para 25 estudantes da Comunidade Quilombola Volta do Campo Grande

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 02, maio de 2022 às 15:47

Defensoria garante transporte escolar adequado para 25 estudantes da Comunidade Quilombola Volta do Campo Grande

O transporte escolar adequado para 25 alunos da Comunidade Quilombola Volta do Campo Grande, zona rural de Campinas do Piauí, foi conseguido pela Defensoria Pública do Piauí por meio do Projeto Vozes dos Quilombos, coordenado pela Defensora Pública Karla Araújo de Andrade Leite, que também é Diretora das Defensorias Regionais.

O transporte dos estudantes, todos menores de idade,  da comunidade quilombola até o município onde assistem aulas, estava sendo realizado pela Secretaria de Educação de Campinas do Piauí em caminhonetes estilo D20, o que vinha deixando os pais apreensivos quanto à segurança.

Representantes da comunidade relataram à Defensoria Pública que já haviam levado a questão até a Prefeitura de Campinas do Piauí no início do corrente ano, demonstrando o seu descontentamento e preocupação.

Ciente dos fatos, a Coordenadora do projeto Vozes dos Quilombos oficiou a Prefeitura de Campinas destacando a necessidade de um transporte seguro, devidamente adequado, atendendo o que consta no Parecer CNE/CEB nº 11/2012 , e conseguiu reverter a situação sem a necessidade de judicializar a demanda, o que poderia ser mais demorado, sendo que agora os estudantes contam com um ônibus para se deslocarem até o município, como já ocorreu no passado.

A integrante da Comunidade, Osmarina Pereira Damasceno, diz que a atuação da Defensoria foi essencial para que conseguissem melhorar o transporte ofertado aos estudantes.  “Não foi uma luta fácil, Dra. Karla Andrade é uma grande pessoa, que nos atendeu e nos apoiou, conseguimos o ônibus que agora já está dentro da comunidade realizando o transporte dos nossos estudantes. Em nome do todos os pais da comunidade queremos agradecer a vocês por tudo. Hoje a palavra que temos é gratidão”, afirma.

A Defensora Pública Karla Andrade destaca a importância de garantir o respeito e cumprimento dos direitos das comunidades quilombolas, inclusive com o acesso a educação.  “É  imprescindível recordar que a Educação Escolar Quilombola é um direito das comunidades quilombolas rurais e urbanas, e vai além do acesso à educação escolar. Significa a construção de um uma estrutura que efetivamente promova a participação das comunidades quilombolas na definição do projeto político-pedagógico e na gestão escolar, respeitando, dentre outros requisitos, o transporte escolar de qualidade. Estou  muito feliz com esta conquista da Comunidade Volta do Campo Grande. É certo que a educação salva vidas, amplia os horizontes das pessoas contempladas com a sala de aula”, destaca.