Notícias

Defensoria inicia com êxito semana de conciliações em processos voltados para interesse de menores

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 25, outubro de 2021 às 14:48

semana

Com mediações acontecendo nos formatos presencial e virtual,  iniciou nesta segunda-feira (25) no Núcleo Central da Defensoria Pública do Estado do Piauí o Projeto Conciliar Pela Criança: Defensoria Pública pela Prioridade Absoluta, que visa promover a conciliação, buscando a melhor saída para solução de conflitos postos em pauta através do Primeiro Atendimento da Defensoria e que envolvam alimentos, execução de alimentos, oferta de alimentos, investigação de paternidade, alimentos gravídicos e ação de majoração de alimentos. A Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e o Laboratório Central (Lacen) são parceiros na ação.foto1

Mais de 150 sessões de conciliação e mediação estão agendadas para a semana. O Projeto acontece na rua Nogueira Tapety, 138, bairro Noivos, onde está instalado o Núcleo Central da Defensoria.  Segundo a Diretora Cível, Defensora Pública Sheila de Andrade Ferreira, idealizadora da Semana, também será possível atender a demanda voluntária que possa aparecer até o dia 29, quando encerra a ação.

A abertura oficial da Semana contou com a presença do reitor da Uespi, Evandro Alberto de Sousa, que ressaltou a importância do momento. “Essa é uma data histórica. De uma importância muito grande para a sociedade, para as Instituições como a Defensoria Pública e a Universidade Estadual do Piauí. Somos parceiros nesta grande empreitada, nos projetos, e a Universidade vai estar aqui sempre, para auxiliar naquilo que for necessário, da parte da academia, com os nossos estudantes, com os nossos professores, integrando esta prestação de serviço que é interessante e importante para a comunidade”, afirmou.

O Defensor Público Geral, Erisvaldo Marques, destacou o empenho da organização da semana e a importância das parcerias. “É um importante trabalho esse projeto que incentiva a conciliação por meio da mediação em processos que envolvem interesses das crianças e adolescentes, um público pelo qual a Defensoria tem muito apreço, e esse evento vem coroar o trabalho desenvolvido pela Instituição nessa área. Agradecemos todo o apoio que recebemos da Universidade Estadual do Piauí, assim como do Laboratório Central do Estado do Piauí – Lacen, são importantes parceiros que muito estão contribuindo para que possamos desenvolver a contento essa ação, uma iniciativa mais que louvável da nossa Diretora Cível, Sheila de Andrade, assim como do nossos Defensores do Núcleo de Solução Consensual  de Conflitos, Gerson Henrique Sousa e Alynne Patrício. É uma Semana que estamos certos logrará êxito, beneficiando um grande número de pessoas”, disse o Defensor-Geral, que destacou também o empenho dos demais envolvidos na execução do projeto, sob a orientação do Diretor Administrativo da Defensoria, Defensor Público Ivanovick Feitosa Dias Pinheiro.media4

Os estudantes da Uespi que integram a ação confirmam que a mesma representa um ganho para o aprendizado. “É  muito importante no nosso desenvolvimento tanto pessoal como profissional, porque é uma experiência. Vamos pegar a teoria que a assistimos na sala de aula e  por em prática, podendo ajudar também na resolução de conflitos de muitas pessoas, que é a relevância da mediação. A  resolução dos conflitos é muito importante para essas pessoas. Participar desse projeto é muito importante para nosso desenvolvimento da graduação”, disse Nathália Marreiros, estudante de Direito da UniNassau e membro de Grupo de Pesquisa da Uespi. “É um projeto muito bonito, porque efetiva os direitos das crianças justo no mês das crianças, para nós alunos é muito legal porque permite adentrar no meio da mediação e participar efetivamente ainda como estudante”, complementou Isabelle Machado, do 6º período do curso de Direito da Uespi.

A Defensora Pública Sheila de Andrade resume os resultados do primeiro dia da ação. “Tivemos uma manhã muito produtiva, com as mediações acontecendo tanto presenciais como virtualmente. Esse projeto foi pensado com muito carinho para acontecer exatamente nesse mês, no qual transcorre o Dia das Crianças, mas especialmente é uma ação que visa a cultura da paz, que demonstra o quanto a mediação pode ser eficaz na solução dos conflitos.  A presença dos estudantes da UESPI é fundamental e nos ajuda a fazer desse projeto, uma iniciativa bem sucedida que, com certeza, repercutirá para outras ações que possamos desenvolver”.