Notícias

Defensoria leva Oficinas de Pais e Filhos para o interior do Estado

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 28, novembro de 2019 às 13:55
Dr. Gerson Henrique Sousa ministra a Oficina em Canto do Buriti

Dr. Gerson Henrique Sousa ministra a Oficina em Canto do Buriti

O Núcleo de Solução Consensual de Conflitos e Cidadania (NUSCC) da Defensoria Pública do Estado do Piauí iniciou, nesta quinta-feira (28), nova edição da Oficina de Pais e Filhos. Desta vez a Oficina acontece tanto em Teresina, no Centro Judiciário de Soluções de Conflitos e Cidadania (CEJUSC), como na Comarca de Canto do Buriti.

A Defensora Pública Dra. Rosa Mendes Viana Formiga, Coordenadora da Esdepi e titular da 9ª Defensoria Pública de Família foi a ministrante deste primeiro dia em Teresina. Em Canto do Buriti a Oficina está sendo ministrada pelo Coordenador do NUSCC, Defensor Público Dr. Gerson Henrique Silva Sousa.

Dra. Rosa Viana ministrando a Oficina em Teresina

Dra. Rosa Viana ministrando a Oficina em Teresina

A Oficina de Pais e Filhos é um projeto idealizado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e tem por finalidade demonstrar para os casais em processo de ruptura, que precisam ter um olhar diferenciado para a situação, buscando uma convivência saudável. A experiência é baseada em exemplos e em dados constatados por equipe multidisciplinar, que permitem aos envolvidos verem o problema sob uma ótica diferente, entendendo que não se trata unicamente do casal, mas de todos os envolvidos.

Na Defensoria Pública a Oficina acontece sempre na última quinta e sexta-feira de cada mês.  Sobre esta edição Dra. Rosa Viana diz que “sempre fico muito feliz quando tem um momento em que posso aplicar a Oficina. Hoje ela acontece em dois dias, para que os  ex-casais não fiquem na mesma sala. Temos uma tabela anual de colaboradores que ministram a Oficina e para mim é sempre um aprendizado e uma alegria poder ajudar esses ex-casais as compreenderem melhor esse momento do pós-ruptura familiar , do pós-dissolução de união estável, o pós-divorcio e ajudá-los  a dialogar melhor com o seu ex e também a administrar esse momento com os filhos, que muitas vezes, involuntariamente, arrastam para o conflito que viveram ou estão vivendo. Para mim é uma alegria e também um grande alívio poder contribuir para que essas pessoas tenham um relacionamento melhor tanto entre sim como com os filhos”, afirma a Defensora.

Em relação a experiência em Canto do Buriti, Dr. Gerson Henrique Sousa avalia que “comparecemos a Canto do Buriti para apresentar a Oficina de Pais e Filhos aos assistidos que passam por processo de ruptura da sociedade conjugal ou que já estão divorciados. O resultado foi positivo, com participação intensa do público. Pretendemos levar a Oficina de Pais e Filhos para outras Comarcas a fim de atendermos um número maior de pessoas, prestando-lhes informações e orientações sobre como criar uma efetiva e saudável relação parental junto aos filhos”, ressalta.

Para a titular da Defensoria Pública de Canto do Buriti, Defensora Pública Dra. Cyntya Tereza Sousa Santos “a realização da Oficina Pais e filhos em Canto do Buriti é muito significativa para a população, pois veio fazer com que os casais que estão passando pelo divórcio possam olhar  com empatia para seus filhos e identificar a repercussão que determinados comportamentos possam implicar na vida dos menores. Essa Oficina é na prática a catarse para os pais significando uma mudança de perspectiva, realizada ao se lançar olhar amoroso aos filhos”, afirma.