Notícias

Defensoria participa de reunião sobre evento pela Paz no Trânsito em Parnaíba

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 02, maio de 2018 às 14:28
Dr. Gérson Henrique em reunião sobre a Caravana pela Paz no Trânsito

Dr. Gérson Henrique em reunião sobre a Caravana pela Paz no Trânsito

O Defensor Público Dr. Gérson Henrique Silva Sousa, Diretor das Defensorias Públicas Regionais, participou nesta quarta-feira (02), na sede central do Ministério Público do Estado do Piauí, de reunião para discutir a realização de evento pela paz no trânsito a ser realizado no município de Parnaíba, dia 08 de junho do corrente ano.

A ação integrará as atividades do II Encontro regional do MP/PI a ser realizado no referido município de 07 a 09 de junho de 2018 e faz parte do Projeto Caravana Pela Paz no Trânsito e Em Defesa da Vida desenvolvido com a participação de vários órgãos parceiros.

O Projeto consiste na disponibilização de uma estrutura itinerante, por meio de caravanas, para promover a sensibilização e mobilização da sociedade, produzindo diagnósticos situacionais dos municípios, visando subsidiar ações voltadas  para a redução das mazelas sociais decorrentes da violência no trânsito.

“Estivemos no dia de hoje em reunião com o Ministério Público e outros órgãos para discutirmos ações e traçarmos o planejamento de atuação na Caravana pela Paz no Trânsito a ser realizada no município de Parnaíba no mês de junho. A Defensoria Pública é parceira do programa e ajudará no esclarecimento da população em seus deveres e diretos no trânsito, inclusive no que respeita às consequências do descumprimento das regras de trânsito. A ideia é que a população se conscientize de que é de todos a responsabilidade para segurança viária, sendo certo que o envolvimento na questão deve começar desde cedo, ainda na fase da infância, para que as crianças cresçam com a cultura de respeito no trânsito. A Defensoria Pública não poderia deixar de colaborar com a Caravana, haja vista que uma de suas funções é participar de ações que visem à educação em direitos da população”, afirma Dr. Gérson Henrique Sousa.