Notícias

Defensoria Pública auxilia na coleta de dados em levantamento sobre a situação de violência contra a Mulher em Teresina

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 08, agosto de 2018 às 16:21
Dra. Lia Medeiros durante a abertura do evento realizado no Teatro do Boi

Dra. Lia Medeiros durante a abertura do evento realizado no Teatro do Boi

Em comemoração aos 12 anos da Lei Maria da Penha, a Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres (SMPM), apresentou na quarta-feira, dia 08, no Teatro do Boi, a “Síntese do Diagnóstico sobre a Situação de Violência contra a Mulher em Teresina”. A pesquisa teve a coordenação da professora e Dra. Wânia Pasinato, do Projeto Xarés Consultoria e Projetos. A Defensora Pública, Dra. Lia Medeiros do Carmo Ivo, Coordenadora do Núcleo Especializado de Defesa da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar da Defensoria Pública do Piauí, esteve presente na abertura que contou ainda com diversas autoridades e representantes de entidades ligadas aos direitos da mulher na plenária.

O objetivo da pesquisa, entre outros, visa promover uma reformulação do Plano Municipal de Políticas para a Mulher. Na abertura, houve apresentação do Balé da Cidade de Teresina. Logo em seguida, foi dada a palavra à Secretária Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, Marcilane Gomes Batista. “Este momento é ímpar dado a importância de estarmos refletindo sobre o panorama da violência contra mulher em Teresina e de termos construído, no espaço de um ano, esse diálogo com as diversas instituições que compõem a rede, tentando entender e obter esses dados, para que a gente pudesse refletir melhor sobre esse fenômeno que impacta a vida das mulheres”, disse a Secretária.

Evento foi feito pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres

Evento foi feito pela Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres

A coordenadora da pesquisa, Dra. Wânia Pasinato, explicou os resultados do diagnóstico. “Para quem trabalha com políticas voltadas às mulheres, sabe que para nós foi um gesto muito grande”, afirmou, citando a mudança da Coordenação em Secretaria Municipal de Políticas Públicas para as Mulheres, no ano de 2017.

A Defensoria Pública do Piauí, através do Núcleo Especializado de Defesa da Mulher em Situação de Violência Doméstica Familiar, auxiliou na construção deste diagnóstico, fornecendo dados para a pesquisa. “Foi realizada uma entrevista comigo e a nossa assistente social do Núcleo da Mulher, Mauricema Holanda Nunes. Nós auxiliamos na coleta de dados, exatamente por sabemos que a partir daí vamos ter mais fundamentos para buscar essas políticas públicas tão necessárias. A gente faz muito essa ligação direta entre a Lei Maria da Penha e Justiça, Lei Maria da Penha e Criminalização e, na verdade, começa muito antes. Quando vai para a justiça é porque não deu certo e o crime já aconteceu”, explicou Dra. Lia Medeiros.

A Coordenadora do Núcleo da Mulher afirmou que o levantamento é uma ferramenta importante na elaboração de políticas pública de enfrentamento à violência contra a mulher. “Somente conhecendo essa realidade, com dados e números, é que podemos direcionar essas políticas públicas. Então, é necessário fazer essa reflexão a partir dos dados, para que a gente possa fazer alguma diferença nessas políticas públicas em relação às mulheres”, finalizou.

Confira os dados de de 2015 a 2017

NUDEM - TABELA