Notícias

Defensoria Pública certifica 131 novas Defensoras Populares

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 11, dezembro de 2021 às 14:20

populares

Em cerimônia híbrida realizada no auditório Esperança Garcia, na sede da Defensoria Pública do Estado do Piauí, aconteceu nesta sexta-feira (10) a certificação de 131 mulheres, integrantes da Turma Esperança Garcia, como Defensoras Populares. A solenidade foi conduzida pelo Defensor Público Geral, Erisvaldo Marques dos Reis e pela Subdefensora Pública Geral, Carla Yáscar Bento Feitosa Belchior, que é a coordenadora do Projeto Defensoras Populares no Piauí. populares17

O projeto Defensoras Populares é desenvolvido desde o ano de 2019 pela Defensoria Pública e tem por objetivo contribuir para a capacitação de mulheres participantes de organizações comunitárias e de movimentos sociais, em noções de direitos,  para que se fortaleçam enquanto agentes multiplicadoras de conhecimentos em suas comunidades.

O Ouvidor-Geral da Defensoria Pública, Djan Moreira, ao fazer a fala inicial, foi enfático ao afirmar “Tenho um grande carinho pelo Projeto Defensoras Populares, cada uma de vocês aqui presentes já são Defensoras natas e, com esse diploma, estão aptas a ser, nos territórios de vocês, uma Esperança Garcia”.

A presidente da Associação Piauiense de Defensoras e Defensores Públicos (Apidep), Ludmilla Maria Reis Paes Landim falou do reconhecimento  em relação ao Projeto. “É uma  honra estar aqui participando desse Projeto, que sempre me encheu os olhos e falo isso como mulher e Defensora Pública, tenho muito respeito por todos os projetos da Defensoria, mas esse me toca o coração,  vocês serão a mola propulsora para alavancar melhorias por esse Estado”.

A Defensora Pública Irani Albuquerque Brito, Diretora Criminal da Defensoria Pública ressaltou a importância das conquistas femininas. “Como mulheres somos gotas, mas é de gota em gota que se transforma o oceano, estou muito feliz em ter participado desta edição, estão todas de parabéns, façam a diferença nesse oceano”.

O Defensor Público Geral, Erisvaldo Marques, destacou a importância do Projeto Defensoras Populares. “Me sinto emocionado de estar aqui nesse momento. Vemos esse resultado que nos enche de alegria e dá a sensação de estarmos cumprindo o dever da Defensoria Pública em educação em direitos, uma essência da nossa Instituição, além das demais atividades que desenvolvemos. Ficamos emocionados por que realmente vemos os resultados do Projeto Defensoras Populares, o que é muito gratificante e nos impulsiona para que façamos mais. Estou em um momento de gratidão pois é um projeto no qual acreditamos desde o início, o primeiro que levamos à frente quando decidimos fortalecer os projetos em educação em direitos. ”, afirmou.

A anfitriã da tarde, Subdefensora Pública Geral Carla Yáscar Belchior, discorreu sobre o significado de certificar mais uma turma de Defensoras Populares. “É um prazer, uma alegria e uma honra estar aqui mais uma vez com todas vocês. Quero saudar o nosso Defensor-Geral, Erisvaldo Marques, que desde o começo deu todo o apoio ao projeto e até hoje compartilha nossas experiências. Está sendo uma alegria muito grande ver hoje esse auditório cheio, de gente, de povo, da sociedade civil, dos movimentos sociais, das pessoas pelas quais a gente existe enquanto Defensoria Pública e para as quais a gente trabalha.Esse é um projeto de educação em direitos em um país que infelizmente não tem valorizado a educação. A vocês minha honra e meu respeito, dizer que sabemos da responsabilidade que temos e queremos fazer jus à confiança que vocês têm para conosco, com o projeto e com a Defensoria Pública. Vamos juntas, uma puxando a mão da outra e não deixando ninguém cair. Vamos juntas continuar trabalhando em prol da população piauiense. Que venham mais edições”, afirmou.

Resumindo o sentimento das demais certificadas a agora Defensora Popular Assunção Aguiar, disse “foi a melhor escolha que fiz. É um curso importante que eu recomendo para quem tiver vontade de ter mais informações sobre direitos e leis, mas que também queira se dar oportunidade e ter conhecimento. É um curso muito importante, a Defensoria está de parabéns. No dia de hoje, Dia Internacional dos Direitos Humanos sermos agraciadas com os nosso certificados é algo fantástico”.

Também se manifestaram as Defensoras Públicas Lia Medeiros e Verônica Acioly, do Núcleo de Defesa da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, que tem sido um parceiro fundamental do projeto desde a primeira edição. Tatiane Seixas, da União Brasileira de Mulheres e as novas Defensoras Populares, Ângela Bianca de Amanda Damasceno Rocha, Maria Ilma da Silva Rocha  e Priscila Talita Rocha da Silva.