Notícias

Defensoria Pública inicia ação voltada para a saúde da mulher

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 26, março de 2018 às 18:29
Dra. Patrícia Monte e as psicólogas Gina Quirino e Ana Rosa

Dra. Patrícia Monte e as psicólogas Gina Quirino e Ana Rosa

A Defensoria Pública do Estado do Piauí iniciou nesta segunda-feira (26), na Casa de Núcleos da Instituição, ação voltada para a Saúde da Mulher, como forma de prestar homenagem às mulheres neste mês de março, quando transcorre o Dia Internacional dedicado a elas.

A ação foi aberta com palestra proferida pelas psicólogas da Universidade Estadual do Piauí,  Gina Quirino e Ana Rosa, que trataram sobre o Plantão Psicológico hoje desenvolvido em uma parceria entre a Uespi e DPE-PI. Em seguida, Gisele Martins do Nascimento, Coordenadora da Rede de Assistência à Saúde Mental da Secretaria de Saúde do Estado do Piauí realizou uma apresentação da Rede. A manhã de debates foi encerrada com palestra sobre a Fundação Maria Carvalho Santos.

“Essa ação foi pensada como homenagem às mulheres pelo Dia Internacional da mulher. Nesse ano quisemos dar um olhar mais positivo, criando um espaço de abertura para atenção à saúde mental da mulher, seja a que sofre violência ou a que, por ter mil afazeres, deixa de valorizar seu autocuidado. Reputamos esse momento de extrema importância porque trata-se de um espaço de sensibilização para que as pessoas percebam a importância da atenção à sua saúde, especialmente a saúde mental. Nós que trabalhamos com o público carente, vemos muitas vezes as pessoas sem assistência à saúde, ou por falta de estrutura ou desse autocuidado, então essa é uma boa oportunidade. Em relação aos exames de mamografia que serão proporcionados,  contamos com a parceria do Sesc, que prontamente nos atendeu cedendo sua unidade móvel para que possam ser realizados os exames”, ressalta a Defensora Pública Dra. Patrícia Ferreira Monte Feitosa, Chefe de Gabinete da Defensoria Pública e uma das organizadoras da ação.

A psicóloga Gina Quirino também destacou a atividade. “Um momento desses, trazendo à tona a importância do autocuidado, melhorando a qualidade de vida, é de grande valia para esse público assistido pela Defensoria, que normalmente é vulnerável. Então ações como essa, voltadas para levar informação e também cuidados em diferentes esferas da saúde da mulher, são muito relevantes, ainda mais vindas do Poder Público. Quanto ao Plantão Psicológico trata-se de um projeto de extensão da Uespi, que desenvolvemos com alunos capacitados para atender as pessoas que buscam os serviços da Defensoria e necessitam de uma escuta psicológica. A partir das demandas, muitas vezes as pessoas são encaminhados para serviços públicos. É na verdade uma forma do atendimento psicológico chegar a um público que precisa dele e não tem meios para bancar”, destaca.

“Vamos apresentar a Rede de Atenção Psicossocial, de cuidados às pessoas que possuem algum sofrimento psiquíco, mostrando como podem ter acesso através do SUS. É uma oportunidade ímpar,  no sentido que sabemos que as mulheres são hoje as principais cuidadoras do grupo familiar, por isso é importante essa orientação para que cada vez mais elas possam entender quais os serviços disponíveis e o melhor tratamento possível na Rede”, explicou a Coordenadora da Rede de Assistência à Saúde Mental da Sesapi, Gisele Martins do Nascimento .
A Coordenadora do Núcleo de Defesa da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar da DPE-PI, Defensora Pública Dra. Lia Medeiros do Carmo Ivo, também destacou a relevância da ação. “Acaba que todas as mulheres que procuram o Núcleo da Mulher, vêm concentradas no problema específico do que vivenciam e esquecem de se olhar como ser humano em relação ao autocuidado. Por isso procuramos pensar mais à frente, proporcionando esse atendimento através da Unidade Móvel do Sesc, mas também com relação a saúde mental, que é um direito, inclusive para que,  caso seja necessário, pleitear através da Defensoria um atendimento que não lhes tenha sido fornecido”, diz.

A vendedora de din-din, Rosenira Lima Alves que assistia às palestras e aguardava para fazer a mamografia resumiu o sentimento das demais mulheres presentes. “Para gente como nós, que não têm oportunidade e para quem tudo é difícil, quando encontramos um atendimento desses é muito bom. Vivemos um dia-a dia tão complicado  que não temos tempo nem de procurar um médico. Eu mesmo a última vez que fiz o exame foi em 2016, então essa oportunidade é muito boa, ficamos bem mais tranquilas”, afirmou.

“Estamos muito satisfeitas com a boa receptividade, por parte das nossas assistidas, às ações de saúde que estamos oferecendo de hoje atém a quarta-feira. Mesmo a forte chuva que caiu hoje me Teresina não foi empecilho para que essas mulheres comparecessem à Casa de Núcleos,  onde puderam receber orientações e serviços aos quais muitas vezes não têm acesso. Esperamos que nos próximos dias da ação a procura continue sendo significativa. Parabenizo aos organizadores do evento pela sensibilidade em voltar a ação para a temática da saúde da mulher”, afirma a Defensora Pública Geral, Dra. Francisca Hildeth Leal Evangelista Nunes.

As ações prosseguem nesta terça-feira (27) com o Defensor Público Dr. Rogério Newton de Carvalho Sousa proferindo palestra às 9h sobre a atuação do Núcleo da Saúde em Tutela do Direito da Saúde da Mulher. Em seguida, às 9h30, a Coordenadora do Núcleo da Mulher da DPE-PI, Defensora Pública Dra. Lia Medeiros do Carmo Ivo, juntamente com a Coordenadora  da Casa Abrigo Mulher Viva, Ana Cleide Ferreira do Nascimento e com a Coordenadora do Centro de Referência esperança Garcia, Roberta Mara Silva, conduzirão palestra sobre a Rede de Assistência Estadual de Apoio à Mulher em Situação de Violência e sobre a atuação do Núcleo da Mulher da Defensoria Pública. às 10h o casal Val e Drica, que desenvolvem trabalho  como coaching de relacionamento falarão sobre a importância da autoestima e autopreservação feminina.

Até a quarta-feira, dia 28, serão realizadas as mamografias na Unidade Móvel do Sesc que se encontra estacionada em frente a Casa de Núcleos.  A ação voltada para a saúde da Mulher está sendo desenvolvida em parceria com o Serviço Social do Comércio (Sesc), a Universidade Estadual do Piauí (Uespi) e Secretaria de Saúde do Estado (Sesapi).