Notícias

Defensoria Pública participa de reunião com governadora para debater melhorias para o sistema penitenciário

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 16, maio de 2022 às 17:59

1

O Defensor Público Leonardo Fonseca Barbosa, titular da 5ª Defensoria Pública de Parnaíba e membro do Conselho Penitenciário Estadual, participou nesta segunda-feira (16) de uma reunião com a governadora do estado do Piauí, Regina Sousa, oportunidade em que foi aberto o diálogo entre o governo, através da Secretaria de Justiça (Sejus), na busca de melhorias para o sistema penitenciário do estado.

2“Hoje estive no Palácio de Karnak em reunião com a Governadora do Estado do Piauí, Regina Sousa, para tratar sobre assuntos referentes ao sistema prisional. Nesta oportunidade reforcei o trabalho do Conselho Penitenciário e da Defensoria Pública em prol de um tratamento mais digno e humano para todos que fazem parte do sistema. Mais uma vez, divulguei a ideia de práticas restaurativas e a possibilidade real de transformação de pessoas através dessa ferramenta. Grato à Defensoria Pública e ao Conselho Penitenciário pela oportunidade de fala e de escuta”, disse o Defensor Público Leonardo Fonseca Barbosa.
A governadora do Piauí, Regina Sousa, destacou a importância da implementação de políticas de ressocialização, além de declarar apoio às demandas apresentadas pelo conselho, indicando que tomará as medidas necessárias para resolução dos problemas junto com a Secretaria da Justiça do Piauí.

“Recebemos hoje aqui o Conselho Penitenciário e fiz esse convite para que pudéssemos discutir sobre nosso sistema prisional e dar um caráter mais humanizado. Também queremos mostrar que estamos fazendo como o projeto Agrofloresta na Penitenciária Irmão Guido, que é experiência que já é reconhecida por outros estados e então o Conselho é um parceiro que vai colocar-se junto a projetos de humanização e outras demandas dos presídios e da população carcerária”, disse a governadora.

O secretário de Justiça do Estado do Piauí, Carlos Edilson, destaca a importância do diálogo estabelecido, com o objetivo de articular melhorias para o sistema penitenciário piauiense. “Nós temos o Conselho Penitenciário como um parceiro de todo o sistema de justiça. Todos esses conselheiros realizam inspeções nas unidades prisionais uma vez por mês e emitem relatórios que norteiam a nossa gestão e nos mostram o caminho. Então, nossa função como gestor é sempre ouvir e manter esse diálogo buscando as melhorias necessárias no sistema penitenciário para que a gente promova cursos e outras oportunidades de ressocialização”, destacou o secretário.