Notícias

Defensoria Pública participa do I Encontro de Formação de Multiplicadores de Lideranças Quilombolas

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 12, novembro de 2021 às 13:43

quilombos

 

A Defensora Pública Karla Araújo de Andrade Leite, Diretora das Defensorias Regionais e coordenadora do Projeto Vozes dos Quilombos, participou nesta sexta-feira (12), do I Encontro de Formação de Multiplicadores de Lideranças Quilombolas, realizado pelo  Instituto de Terras do Piauí (Interpi), por meio da Gerência de Povos e Comunidades Tradicionais (GPCT). O Encontro acontece até sábado (13) no Hotel Cajuína, zona leste de Teresina. A abertura do evento contou com a presença da Governadora em exercício, Regina Sousa, e do ex-ministro da Educação e Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), Renato Janine Ribeiro. O Defensor Público Igor Castelo Branco de Sampaio, do Núcleo de Direitos Humanos e Tutelas Coletivas da DPE-PI,  também esteve presente.igo

Durante os dois dias do evento, que reúne mais de 100 comunidades tradicionais quilombolas do Piauí, as lideranças participantes debaterão temas como regularização fundiária, produção e assistência técnica nos territórios, legislações, impactos ambientais de grandes projetos em desenvolvimento e educação quilombola.

“A finalidade é suscitar maior intercâmbio e contribuir com o fortalecimento institucional e acesso às informações sobre os direitos dessa parte importante da população piauiense, principalmente em relação à garantia da propriedade de suas terras, apoio técnico e segurança em seus territórios”, afirmou a Governadora em exercício, Regina Sousa.

A gerente de Povos e Comunidades Tradicionais do Interpi, Maria Rosalina dos Santos, destacou o momento, que possibilita o intercâmbio entre as comunidades quilombolas.  “Aqui poderemos ampliar o conhecimento das lideranças para que possam fazer melhor a defesa dos seus territórios e assim ter a garantia permanente da sua terra e territorialidade”, disse.

A Defensora Pública Karla Andrade, também fala sobre a relevância do evento. “A formação de lideranças é extremamente importante para emancipação das comunidades, para o fortalecimento das falas e lutas. A força que vem da união dos Quilombos e a abordagem das causas como luta coletiva é uma lição par todos que trabalham no Sistema de Justiça. É impossível promover justiça sem considerar a pluralidade de vozes da sociedade piauiense.”

O Encontro conta com o apoio do Banco Mundial, PRO Piauí, Superintendência de Relações Sociais (SUPRES/SEGOV), Secretaria de Assistência Social e Cidadania (SASC) e Secretaria de Planejamento (SEPLAN).

*Com dados do Interpi