Notícias

Defensoria Pública presta assistência jurídica a modelo vítima de perseguição pelo ex-companheiro

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 18, julho de 2022 às 19:37

Atuação Defensoria

 

A Defensoria Pública do Estado do Piauí (DPE/PI), através do Núcleo Especializado de Defesa da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, teve importante atuação no acompanhamento do processo da modelo piauiense Rayanne Araújo, que vinha sendo vítima de perseguição nas redes sociais pelo modelo e ex-namorado identificado pelas iniciais M.T.R.

O homem de 47 anos foi denunciado pela modelo piauiense Rayanne Araújo, em 2019, na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam Sudeste), em Teresina, e sua prisão se deu na última sexta-feira (15), em uma ação conjunta entre a Polícia Civil do Piauí e a Polícia Civil de Santa Catarina, em cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido pela 5ª Vara Criminal de Teresina.

O caso ganhou grande repercussão no ano de 2020, quando a modelo utilizou suas redes sociais para relatar as ameaças que vinha sofrendo do seu ex-companheiro. Conforme relatos da modelo, os crimes começaram quando a vítima morava na Hungria, e terminou o relacionamento com o francês. Ao retornar ao Brasil, a modelo começou a sofrer ameaças e ataques do seu ex-companheiro nas redes sociais.

A Defensora Pública e Coordenadora do Núcleo da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar, Lia Medeiros do Carmo Ivo, fala sobre a atuação da Defensoria Pública no caso:
“Nós acompanhamos o caso desde 2019, propusemos pedidos de medidas protetivas em favor da vítima, assim como ação penal privada, representação e queixa crime no pedido de Medida Protetiva, tendo em vista a grande dificuldade de localização do agressor, bem como a solicitação da apreensão do passaporte e a distribuição das medidas protetivas nos postos da Polícia Rodoviária Federal espalhados pelo país, pois tínhamos a informação de que ele estaria viajando o Brasil de moto. No momento em que soubemos que a medida protetiva de 2019 havia sido extinta, nós recorremos, assim como entramos com um novo pedido […] esse foi um trabalho de grande articulação da Frente Popular de Mulheres Contra o Feminicídio, da Coordenadoria Estadual de Políticas para as Mulheres, da Polícia Civil, da Defensoria Pública e do Ministério Público”, destaca.

O delegado Mateus Zanatta, Gerente de Polícia Especializada da Polícia Civil do Estado do Piauí, afirma que a operação foi realizada em conjunto entre a Polícia Civil do Estado do Piauí, através da Gerência de Polícia Especializada e a Polícia Civil do estado de Santa Catarina, através do Setor Investigação Criminal (SIC), como destaca: “[…] deram cumprimento ao mandado de prisão preventiva expedido pela 5ª Vara Criminal de Teresina em face de um francês. Esse caso ficou muito conhecido no ano de 2019, pelo fato de uma modelo piauiense ter denunciado esse francês. Eles tinham um relacionamento amoroso, eles foram morar fora do Brasil e quando essa modelo piauiense terminou o relacionamento, ele não aceitava o término e começou a persegui-la pelas redes sociais, insultando-a e praticando crimes de injúria e difamação e também de stalking.”.

Com a prisão do suspeito, a Polícia Civil do Piauí (PC-PI) pediu, nesta segunda-feira (18), o recambiamento do francês preso em Santa Catarina, para o estado do Piauí, onde será interrogado.