Acompanhe a gente :)

Notícias

Defensoria realiza ação de Cidadania e Saúde na Colônia Agrícola Major César

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 04, outubro de 2018 às 23:05
Parceiros realizaram ação na Major César

Parceiros realizaram ação na Major César

O Projeto de Prevenção e Tratamento do Preso com Diabetes, desenvolvido pela Defensoria Pública do estado do Piauí, com órgãos e entidades parceiras, foi realizado nesta quarta-feira (04), na Colônia Agrícola Major César Oliveira. A iniciativa tem por objetivo identificar casos de diabetes ou tendência à doença, por meio de exames de glicemia. Na oportunidade também foi feita a verificação da pressão arterial e testes rápidos para doenças sexualmente transmissíveis pela equipe da Fundação Municipal de Saúde.

Reeducandos são atendidos

Reeducandos são atendidos na Major César

Integraram a ação a Defensora Pública Geral do Estado do Piauí, Dra. Francisca Hildeth Leal Evangelista Nunes, o Subdefensor Público Geral, Dr. Erisvaldo Marques dos Reis; a Diretora Criminal da DPE-PI, Dra. Viviane Pinheiro Pires Setúbal; a Coordenadora do Sistema Prisional da DPE-PI, Dra. Sheila de Andrade Ferreira e o Titular da 3ª Defensoria Pública do Sistema Prisional, Dr. Juliano de Oliveira Leonel. Também estiveram presentes vários integrantes da Secretaria de Justiça, entre os quais o Gerente de Humanização, Fábio Keyller, representando o Secretário de Justiça em exercício,  Carlos Edilson Sousa e o Diretor da Colônia Agrícola Major César, Ávilo Torres. Também presente a Coordenadora de Saúde Prisional da Secretaria de Estado da Saúde, Gisela Brito, que proferiu palestra para os reeducandos sobre Educação em Diabetes.

O momento contou com a celebração conduzida pelo arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito, com auxílio do Diácono Paulo Weidson, que é Coordenador da Pastoral Carcerária da Arquidiocese de Teresina. Segundo Dom Jacinto Brito, a atividade, que coincidiu ser realizada no dia dedicado a São Francisco pela Igreja Católica, foi de grande valia. “Trata-se de um momento para agradecer e apoiar a oportunidade de cuidar conjuntamente do corpo e do espírito”, afirmou. O Diácono Paulo Weidson também ressaltou a importância da ação e incentivou os reeducandos a participarem das atividades propostas. “É muito importante termos esse momento reservado para essas atividades”, disse.

“A saúde é um direito de todos e obrigação do Estado, temos uma Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas Privadas de Liberdade, que vêm exatamente trazer esse direito à essas pessoas. Vejo com muitos bons olhos a vinda da Defensoria e seus parceiros, como a Sesapi”, disse a palestrante da Sesapi, Gisela Brito.

Para a Diretora Criminal da DPE-PI, Dra. Viviane Setúbal, a ação é louvável. “Como o  próprio sacerdote disse, os reeducandos tiveram um banho espiritual e toda a atenção da Defensoria e seus parceiros no que diz respeito a exames e esclarecimentos sobre saúde. É uma ação muito importante, porque cuida justamente  da assistência integral que a Defensoria faz abrangendo tanto o aspecto jurídico, com ações de interesse do reeducando e também na saúde com a prevenção. Parabenizo a Dra. Sheila Andrade, Coordenadora do Sistema Prisional, que está à frente desse Projeto. A defensoria tende a permanecer executando essas ações”, disse.

“É sempre muito importante qualquer ação que vise melhorar a qualidade de vida dos reeducandos aqui na Unidade. A Defensoria é parceira fundamental. Atualmente a Major César é atendida pelo Defensor Juliano Leonel, o que tem sido de grande valia, inclusive na aceleração da progressão dos processos. Dr. Juliano tem dado muita atenção para a Major César”, destacou Ávilo Torres.

“O que  levamos hoje para a Colônia Agrícola Major César é mais um passo na garantia de direitos que a Defensoria Pública proporciona aos seus assistidos, nesse caso os que se  encontram inseridos no Sistema Prisional. Contando com a parceria da Secretaria de Justiça, Secretaria de Saúde e Fundação Municipal de Saúde, assim como com a dedicação das nossas Defensoras e Defensores Públicos, que vêm dedicando esse olhar diferenciado e o empenho total em trabalhar para a promoção dos Direitos Humanos, estamos conseguido resultados satisfatórios dentro desse Projeto, que só tende a ser estendido em nossa Instituição”, afirma a Defensora Pública Geral, Dra. Hildeth Evangelista.