Notícias

Defensoria realiza segunda edição do projeto Conciliar pela Criança de 24 a 27 de outubro

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 04, outubro de 2022 às 12:45

Defensoria realiza segunda edição do projeto Conciliar pela Criança de 24 a 27 de outubro

Está tudo pronto na Defensoria Pública do Estado do Piauí para a Edição 2022 do projeto “Conciliar pela Criança: Defensoria Pública pela Prioridade Absoluta”, que acontece de 24 a 27 deste mês de outubro, das 8h às 14h, no Edifício-Sede da Defensoria, localizado na rua Nogueira Tapety, 138, bairro Noivos, em Teresina.

O “Conciliar pela Criança: Defensoria Pública pela Prioridade Absoluta”,visa promover a conciliação, buscando a melhor saída para solução de questões que envolvam execução de alimentos, oferta de alimentos, investigação de paternidade, alimentos gravídicos e ação de majoração de alimentos.

O projeto é uma iniciativa da Diretora Cível da Defensoria, Defensora Pública, Sheila de Andrade Ferreira, em conjunto com o Coordenador e a Defensora Auxiliar do Núcleo de Solução Consensual de Conflitos e Cidadania (NUSCC), respectivamente Defensor Público Gerson Henrique Silva Sousa e Defensora Pública Alynne Patrício de Almeida Santos e conta, em sua execução com a parceria do Laboratório Central do Piauí (Lacen) e da Universidade Estadual do Piauí (UESPI), a partir da participação de estudantes do curso de Direito.Defensoria realiza segunda edição do projeto Conciliar pela Criança de 24 a 27 de outubro

Durante a semana, serão levados para a conciliação processos postos em pauta através do Primeiro Atendimento da Defensoria Pública que foram encaminhados para a mediação/conciliação por meio do NUSCC, assim como que sejam voluntariamente procurados pelas partes interessadas. As mediações acontecerão em formato presencial e virtual, visando atender o maior número possível de assistidos.

“Esse projeto foi pensado com muito carinho para acontecer exatamente nesse mês, no qual transcorre o Dia das Crianças, mas especialmente é uma ação que visa a cultura da paz, que demonstra o quanto a mediação pode ser eficaz na solução dos conflitos, como demonstra o resultado da primeira edição do projeto, realizada em 2021,  na qual obtivemos 86,27% de sessões frutíferas das 145 audiências designadas. Temos uma excelente expectativa em relação a realização da nova Semana, pois acreditamos que a mediação e conciliação ainda são as melhores formas para a resolução de conflitos. Agradecemos a parceria do Lacen e da Uespi, que desde a primeira edição tem sido de fundamental importância para o sucesso do evento”, ressalta a Defensora Pública Sheila de Andrade.