Notícias

Defensoria realizou mais um módulo do Curso Defensoras Populares no sábado (23)

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 24, novembro de 2019 às 13:20
Dra. Débora Cardoso ministrou o curso no sábado

Dra. Débora Cardoso ministrou o curso no sábado

Aconteceu no último sábado, dia 23, na Biblioteca Estação Nova Cultura, no Itararé, a aplicação do VII Módulo do Curso Defensoras Populares. O tema “Solução Extrajudicial de Conflitos: capacitando mulheres para a conciliação e mediação de conflitos”, foi ministrado pela Defensora Pública Dra. Débora Cunha Vieira Cardoso, titular da 11ª Defensoria Pública de Família.

Curso está acontecendo na Biblioteca Estação Nova Cultura

Curso está acontecendo na Biblioteca Estação Nova Cultura

Este foi o penúltimo módulo do curso, que se destina a formação de lideranças comunitárias femininas para que possam atuar dentro de suas comunidades como agentes multiplicadoras, buscando o empoderamento feminino e a garantia dos direitos das mulheres.

O curso acontece dentro do Projeto defensoras Populares, que foi implantado no Piauí por iniciativa da Subdefensora Pública Geral, Dra. Carla Yáscar Bento Feitosa Belchior, segundo a qual os objetivos do curso vem sendo alcançados. “Observamos o interesse das lideranças femininas em conhecerem mais sobre os direitos das mulheres e vemos, com grata satisfação, que a cada módulo elas estão mais conscientes desses direitos e da importância de se tornarem protagonistas  nessa conquista. É um curso que deu certo e que pretendemos levar para outras regiões de Teresina, oportunizando que mais mulheres possam ser capacitadas”, afirma a Subdefensora-Geral.

A ministrante do módulo do dia 23 , destaca como foi a experiência. “O Projeto estreita os laços entre a Defensoria Pública e a comunidade, que é onde devemos estar. As demandas sociais estão em todos os lugares, e sair das nossas salas para aprender e ouvir junto a essas mulheres têm enriquecido a vida de todas nós. Informar é empoderar e gerar consciência. Informação é a ferramenta mais poderosa para a garantia dos nossos direitos”, Diz Dra. Débora Cardoso.