Notícias

NUSCC realiza primeira mediação por videoconferência e obtém resultado positivo

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 18, junho de 2020 às 12:39

página11

Aconteceu nesta quinta-feira (18) a primeira sessão de mediação por videoconferência do Núcleo de Solução Consensual de Conflitos e Cidadania (NUSCC) da Defensoria Pública do Estado do Piauí. A mediação foi conduzida pelo Coordenador do NUSCC, Defensor Público Gerson Henrique Silva Sousa e a adoção do novo formato foi adotada como medida de prevenção ao contágio pelo Novo Coronavírus.

A retomada das sessões de mediação do NUSCC foi definida em reunião por videoconferência  realizada no dia 09 do corrente mês, da qual participaram  o Defensor Público Geral, Erisvaldo Marques dos Reis; a Subdefensora Pública Geral, Carla Yáscar Bento Feitosa Belchior; o Diretor Administrativo, Ivanovick Feitosa Dias Pinheiro; o Coordenador do NUSCC, Gerson Henrique Silva Sousa; a Defensora Auxiliar do NUSCC, Alynne Patrício de Almeida Santos e os assessores técnicos do Núcleo.

Na oportunidade foram acertados os detalhes para a operacionalização da retomada das sessões. Inicialmente o Núcleo vai realizar 12 sessões piloto, que serão devidamente acompanhadas para que possam ser detectada a necessidade de possíveis ajustes no modelo.

O Coordenador do NUSCC avaliou a experiência desta quinta-feira como positiva. “Promovi no dia de hoje a primeira sessão de mediação por videoconferência do NUSCC. Tratava-se de uma ação de direito de Família, já em curso, em que o caso nos foi enviado pela 5ª Defensoria Pública de Família. A sessão foi frutífera, sendo certo que os mediandos chegaram ao acordo. Agora adotaremos as providências para homologação judicial. Nesses tempos de exceção, temos de nos reinventar e a tecnologia é uma aliada para que a Defensoria continue prestando assistência integral e gratuita. Informo que a equipe do NUSCC continuará realizando sessões de mediação por videoconferência a fim de evitar prejuízo aos assistidos, dando preferência para os casos urgentes, especialmente que envolvam direito de família”, diz Gerson Henrique Sousa.

.