Notícias

Projeto Construindo Pontes é levado aos reeducandos da Penitenciária Professor José Ribamar Leite

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 21, novembro de 2019 às 13:27
Dr. Erisvaldo Marques fala aos reeducandos da Penitenciária Professor José Ribamar Leite

Dr. Erisvaldo Marques fala aos reeducandos da Penitenciária Professor José Ribamar Leite

Os reeducandos da Penitenciária Professor José Ribamar Leite, a Casa de Custódia, receberam nesta quinta-feira  (21), o Projeto “Construindo Pontes de Acesso Jurídico às Pessoas em Situação de Cárcere”, de autoria da Diretora Cível da Defensoria Pública, Dra. Sheila de Andrade Ferreira. A ação contou com a presença do Defensor Público Geral, Dr. Erisvaldo Marques dos Reis; do Gerente da Unidade, Jean Bezerra; do Gerente Adjunto, José Braz da Silva Filho e do Agente Penitenciário João Batista Machado. Foram beneficiados com o atendimento 47 reeducandos, dos 917 que hoje se encontram na Penitenciária.

Dra. Sheila de Andrade orienta reeducando durante atendimento nesta quinta-feira (21)

Dra. Sheila de Andrade orienta reeducando durante atendimento nesta quinta-feira (21)

O projeto “Construindo Pontes de Acesso Jurídico às Pessoas em Situação de Cárcere” visa o atendimento jurídico amplo às pessoas privadas de liberdade, que se encontram nas diversas unidades prisionais de Teresina e imediações,  assegurando a prestação jurisdicional de maneira ampla, nos moldes da Constituição Federal de 1988.

Dra. Sheila de Andrade destacou o que motivou a iniciativa. “A Penitenciária Professor José de Ribamar é uma das mais numerosas, mas a direção prontamente nos atendeu e foram muitos solícitos em trazer vocês aqui. É um projeto da Defensoria, mas sem o apoio da Secretaria de Justiça não seria viável. Já fui Coordenadora do Sistema Prisional e pude perceber que enquanto fazíamos atendimentos criminais, existiam várias dúvidas a respeitos de processos cíveis e questões cotidianas em relação a situações vivenciadas dentro do Direito de Família e tendo em vista a atual Gestão da Defensoria, desenvolvi o projeto que foi prontamente aprovado por Dr. Erisvaldo Marques,  visando que vocês  não precisassem se deslocar até a Defensoria, mas sim trazendo até aqui esse atendimento. É importante dizer que voltaremos para dar resposta  do que foi feito em relação aos atendimentos de hoje. Esperamos que vocês se empolguem, assim como nós nos empolgamos em atender vocês”, disse a Defensora.

O Gerente da Penitenciária, Jean Bezerra, destacou o que o projeto está proporcionado aos reeducandos. “Vamos aproveitar essa oportunidade ímpar na vida dos senhores, que não teriam lá fora. Só temos a agradecer à Defensoria Pública, por esse trabalho desenvolvido aqui na nossa Unidade , bem como em todo os Sistema Prisional do Estado do Piauí. Muito obrigado!”, declarou.

Equipe da defensoria realizou o atendimento cível durante toda a manhã

Equipe da defensoria realizou o atendimento cível durante toda a manhã

“Essa ação da Defensoria só vem melhorar a nossa estrutura, porque a grande maioria desses detentos têm problemas cíveis além de criminais. A Defensoria para nós é parceiríssima, ajuda muito aqui”, disse o Gerente Adjunto, José Braz.

O Agente Penitenciário João Batista também falou sobre a ação da Defensoria. “Esse projeto é  primordial, já que temos uma Unidade com o maior número de internos dentro do Estado, então qualquer projeto que venha trazer alento, deixando-os mais calmos, mais tranquilos é bem vindo. É com pequenos gestos você ressocializa o ser humano e esse alcance social que eles terão por meio desse Projeto é de uma significância muito grande”, ressaltou.

Dr. Erisvaldo Marques destacou a importância da Defensoria Pública se deslocar até onde estão as pessoas que dela necessitam. “A Defensoria está aqui presente com um projeto diferente, trazendo atendimento cível até vocês. Já temos vários Defensores que atuam na área criminal dentro do no Sistema Prisional, realizamos a Força-Tarefa nas penitenciárias, para em curto espaço de tempo abranger a maior quantidade possível de pessoas, temos ainda o atendimento normal diário com os Defensores, servidores, estagiários, que muito se dedicam e procuramos o máximo possível estar presentes nas Unidades Prisionais. Conhecedor do Sistema Penitenciário, por atuar na área criminal por 8 anos, mais especificamente no Tribunal do Júri,  sei da importância de trazer essa ação até aqui. Um dos meus compromissos de gestão é  exatamente o  atendimento  daqueles que mais necessitam da Defensoria, como vocês que estão nas penitenciárias, as pessoas em situação de rua e também aquelas com problemas psiquiátricos. Dra. Sheila de Andrade teve a ideia desse brilhante projeto ‘Construindo Pontes de Acesso Jurídico às Pessoas em Situação de Cárcere’, que pretende atender vocês no que necessitam na área cível. Agradecemos o acolhimento aqui da equipe da Penitenciária e também à equipe da Defensoria. Nossa orientação é que os Defensores  saiam dos gabinetes e vão até as pessoas. Até 2021 a Defensoria será assim, contando para isso com o apoio de todos os Diretores, que muito se dedicam para proporcionar o atendimento das pessoas que mais necessitam da nossa Instituição”, afirmou o Defensor-Geral .