ESDEPI

Diretoria da Escola Superior da Defensoria Pública

Projeto Defensoras Populares será tema da live oferecida pela Esdepi nesta quarta-feira (01)

populares6

O Projeto “Defensoras Populares” será o tema da live Assunto da Semana, da Escola Superior da Defensoria Pública o do Piauí (Esdepi), na próxima quarta-feira (01), a partir das 16h, por meio do Instagram @defensoriapiaui. Participam da live a Subdefensora Pública Geral e Coordenadora do Projeto Defensoras Populares no Piauí, Carla Yáscar Bento Feitosa Belchior e a Defensora Popular e Presidente da Associação das Mulheres do Itararé (AMUI), Maria dos Remédios Silva.

A intenção da live é levar ao conhecimento de maior número de pessoas o Projeto “Defensoras Populares”, que tem por objetivo capacitar lideranças comunitárias femininas e demais mulheres interessadas, em direitos humanos,  serviços e equipamentos públicos destinados ao atendimento das mulheres, sistema básico de Justiça, noções de direitos de grupos sociais vulneráveis e empreendedorismo.
A formação das lideranças é feita por meio de um Curso ministrado exclusivamente por mulheres Defensoras Públicas e convidadas. A primeira turma, formada em 2019, contou com a participação de mulheres dos bairros Itararé, Dirceu Arcoverde e região. A segunda turma, que teve o início interrompido devido a pandemia ocasionada pelo risco de contágio do Novo Coronavírus, conta com mulheres do bairro Santa Maria da Codipi III.

Remédios Silva, formada pela primeira turma do “Defensoras Populares”, afirma que a expectativa em relação a live é a melhor possível. “Acho ótimo a gente poder incentivar a formação de novas turmas, com mais mulheres se colocando para fazerem o curso, por meio da live poderemos chamar mais mulheres integrantes dos movimentos sociais. Todas nós que fizemos parte da primeira turma nos tornamos mais fortalecidas com essa formação”, afirma.

A  líder comunitária diz que mesmo durante a pandemia as Defensoras Populares da região do Itararé têm procurado fazer a diferença na comunidade. “Sempre nos falamos por meio do whatsApp e já conseguimos algumas ações como a distribuição de álcool em gel, de máscaras e cestas básicas, também fazemos, por meio de carro de som, comunicados sobre a prevenção à violência doméstica nesse período da pandemia”, diz, destacando ainda que atendimentos individuais também vêm sendo realizados de forma virtual na busca por ajudar mulheres a se libertarem de ciclos de violência familiar.

Para a Subdefensora Pública Geral, Carla Yáscar Belchior, a possibilidade de tratar sobre o Curso “Defensoras Populares” por meio de uma live é uma oportunidade ímpar de levar a mais pessoas os conhecimentos sobre essa tão importante formação, que visa o fortalecimento feminino dentro das comunidades. “Trata-se de um Projeto pensado com muito carinho e responsabilidade dentro da Defensoria Pública e, por meio da live, teremos como discorrer sobre os ganhos que a experiência proporciona já que a formação não acontece em apenas uma via, mas sim dentro de uma troca de experiências que permite tanto o empoderamento das lideranças femininas,  como agrega  valores ao nosso trabalho como Defensoras Públicas. É um curso muito enriquecedor e o sentimento que temos na Defensoria Pública é de que aprendemos muito com a experiência das mulheres das comunidades. Esperamos que a live seja um momento de fortalecimento para todas nós”, afirma.