Sem categoria

Projeto mente Cidadã fará atendimento presencial no Caps II Leste nesta quarta-feira (16)

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 15, fevereiro de 2022 às 13:33

CAPS 2

A Defensoria Pública do Estado do Piauí realiza nesta quarta-feira (16) mais uma ação do Projeto “Mente Cidadã- Família, Vulnerabilidade Social e Saúde Mental”. O atendimento será feito a partir das 9h no Caps II leste, localizado na rua Visconde da Parnaíba, 2435, bairro Horto Florestal, em Teresina. O projeto é uma iniciativa da Defensora Pública Patrícia Ferreira Monte Feitosa, Diretora de Primeiro Atendimento da Defensoria Pública.

A retomada presencial do projeto dentro dos Caps foi discutida ainda em novembro de 2021 juntamente com o Presidente da Fundação Municipal de Saúde, médico Gilberto Albuquerque e com a  gerente de Saúde Mental da FMS, Larissa Carvalho. A proposta de retomada presencial nos Caps obedecerá todo o protocolo higienicossanitário que o atual momento exige, em decorrência da persistência da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus, causador da Covid-19.

A Defensora Pública Patrícia Monte fala sobre a ação. “Estamos extremamente felizes em poder retomar o atendimento presencial do Projeto Mente Cidadã  dentro dos Caps. A questão da saúde mental precisa ser cada vez levada mais a sério pois é algo que traz impacto não apenas para a pessoa que apresenta o transtorno, mas atinge todos os familiares de forma direta especialmente agora nesse período de pandemia, quando as pessoas estão mais propensas ao adoecimento. Por meio desse Projeto temos conseguido recuperar vínculos familiares, desinternar antigos residentes do Areolino de Abreu, além de levar cidadania a diversos usuários dos serviços  de saúde mental”, afirma.

O Projeto

O “Projeto Mente Cidadã”, como é mais conhecido, tem por objetivo incentivar a melhor orientação jurídica quanto aos direitos das pessoas com transtorno mental, contando com uma maior sensibilização da Defensoria Pública na participação das ações de transformação social. Além do seu público-alvo específico, que são as pessoas com transtorno mental, internos ou não, o Projeto se estende também aos familiares dessas pessoas, que normalmente têm suas rotinas afetadas, estando relacionado ao Plano Estratégico da Defensoria Pública, no que se refere ao fortalecer as relações com  outras Instituições e com os movimentos sociais, assegurar direitos e humanizar o atendimento aos assistidos pela Instituição.

Para o atendimento ocorrer de forma célere é necessária a apresentação de documentos como certidão de nascimento ou casamento, identidade, CPF, carteira de trabalho, contracheque (se possuir) e comprovante de endereço. Caso seja necessária a expedição da identidade a pessoa deve apresentar fotos 3×4.

São parceiros na ação a Secretaria da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos -Sasc, Fundação Municipal de Saúde -FMS, Secretaria de Estado da Saúde – Sesapi, Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas – Semcaps e o Instituto de Identificação.

Qualquer informação adicional sobre o Projeto pode ser conseguida por meio do contato (86) 9 9589-9981.