Notícias

Projeto Mente Cidadã voltará ao formato presencial nos CAPs de Teresina

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 16, novembro de 2021 às 14:54

Mente cidadã

A Diretora de Primeiro Atendimento da Defensoria Pública do Estado do Piauí, Defensora Pública Patrícia Ferreira Monte Feitosa, que também coordena o Projeto “Mente Cidadã- Família, Vulnerabilidade Social e Saúde Mental”, esteve reunida nesta terça-feira (16), com o Presidente da Fundação Municipal de Saúde, médico Gilberto Albuquerque, oportunidade em que trataram sobre as ações do referido Projeto nos CAPs de Teresina.

Também esteve presente no encontro a gerente de Saúde Mental da FMS, Larissa Carvalho, que diz que o Projeto é necessário. “A articulação com a Defensoria Pública através do Projeto Mente Cidadã se faz necessária, tendo em vista, a oportunidade oferecida aos usuários dos Serviços de Saúde Mental do Município de Teresina de facilitação do acesso a tantos serviços necessários. Por esse motivo, estaremos retomando a partir de fevereiro, em parceria com a Defensoria Pública mais uma etapa de assistência desse projeto necessário junto aos Caps do Município de Teresina”, declara.

“Foi uma reunião de planejamento para reiniciar as ações do Projeto Mente Cidadã nos Caps. Fomos muito bem recebidas e Dr. Gilberto Albuquerque comprometeu-se a dar apoio às ações. O compromisso da Fundação Municipal de Saúde é essencial para que o Projeto seja executado com sucesso. Solicitamos a liberação das assistentes sociais e coordenadoras dos CAps para a primeira reunião no dia 30 deste mês de novembro, oportunidade em que iremos expor o Projeto”, informa a Defensora Pública Patrícia Monte.

O “Projeto Mente Cidadã”, como é mais conhecido, tem por objetivo incentivar a melhor orientação jurídica quanto aos direitos das pessoas com transtorno mental, contando com uma maior sensibilização da Defensoria Pública na participação das ações de transformação social.

Além do seu público-alvo específico, que são as pessoas com transtorno mental, internos ou não, o Projeto se estende também aos familiares dessas pessoas, que normalmente têm suas rotinas afetadas, estando relacionado ao Plano Estratégico da Defensoria Pública, no que se refere ao fortalecer as relações com  outras Instituições e com os movimentos sociais, assegurar direitos e humanizar o atendimento aos assistidos pela Instituição.

A proposta de retomada do Projeto nos CAPs será feita obedecendo todo o protocolo higienicossanitário que o atual momento exige em decorrência da pandemia ocasionada pelo novo coronavírus, causador da Covid-19.