ESDEPI

Diretoria da Escola Superior da Defensoria Pública

Proteção ao idoso durante a pandemia foi discutida durante live realizada pela Esdepi

 

saras1

A live “Assunto da Semana” trouxe para discussão, na última quarta-feira (14) as “Medidas de Proteção ao Idoso Durante a Pandemia”. O tema foi abordado pelas Defensoras Públicas Sara Maria Araújo Melo e Sarah Vieira Miranda Lages Cavalcanti, do Núcleo Especializado de Proteção ao Idoso e à Pessoa com Deficiência.

As duas Defensoras Públicas destacaram os ganhos alcançados com essa nova forma de comunicação adotada por meio da Escola Superior da Defensoria Pública (Esdepi). “Quero parabenizar a Esdepi na pessoa da Andrea Melo pela ideia de realização das lives, pois em tempos de isolamento social tem se mostrado uma excelente ferramenta de comunicação entre a Defensoria, por seus órgãos de execução, e a sociedade. Outrossim, possibilita a divulgação das ações realizadas, apesar do home office. Desse modo, tem sido produtiva e contado com boa participação”, destaca Sara Melo.

“A live, além de proporcionar um reencontro, permitiu debater as experiências vividas durante esse período de pandemia. Diante do novo contexto em que vivemos, da necessidade de isolamento, a mídia permite essa aproximação de forma virtual, segura e ao mesmo tempo eficaz para que importantes e urgentes temas sejam tratados. Parabéns à Comunicação da DPE que nos permite repassar informações em tempo real, aproximando a Defensoria da sociedade”, reforça Sarah Miranda.

Nesta quinta-feira (14) a Esdepi dá seguimento às lives, por meio do Instagram @defensoriapiaui, a partir das 16h o Diretor das Defensorias Criminais, Dárcio Rufino de Holanda e a Coordenadora do Sistema Prisional da Defensoria, Viviane Pinheiro Pires Setúbal, irão abordar as especificidades da Diretoria Criminal, destacando como vêm exercendo suas atividades durante o período da pandemia.

A Diretora da Escola Superior da Defensoria Pública, Andrea Melo de Carvalho, afirma que as lives vêm alcançando o resultado esperado. “Estou muito satisfeita com o resultado alcançado com as lives. Quando decidi usar essa ferramenta, que para nós da Defensoria era novidade, tive receio de não chegar ao nosso público (assistidos, Defensores, colaboradores e estagiários). Mas, a experiência tem nos mostrado que não só chega, como tem uma compreensão mais efetiva e uma interação necessária nesse momento onde o distanciamento é exigido. Assim, já recebi muitos comentários positivos e pedidos para que essa modalidade de comunicação da Esdepi continue mesmo depois que findar a quarentena. Assim, estou bem satisfeita com o resultado e idealizando outras formas de levar ao nosso público um pouco de “calor humano” em tempos de isolamento social”, ressalta.