Notícias

Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio foi tema de palestra na Defensoria Pública

Tamanho da letra A+ A-
Publicado em 14, setembro de 2019 às 09:56
Palestrante recebe certificado das mãos do Defensor Geral e Subdefensora Geral

Palestrante recebe certificado das mãos do Defensor Geral e da Subdefensora Geral

Aconteceu nesta sexta-feira (13), no auditório da Casa de Núcleos da Defensoria Pública, a palestra “Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio”, ministrada pela presidente do Grupo de Apoio Fraterno de Teresina (GAF), Maria Zélia Soares Feitosa. Estiveram presentes o Defensor Público Geral, Dr. Erisvaldo Marques dos Reis; a Subdefensora Pública Geral, Dra. Karla Yáscar Bento Feitosa Belchior, servidores da Defensoria e pessoas interessadas no tema, que souberam do momento por meio das redes sociais da Instituição.

Participantes da palestra no auditório da Casa de Núcleos

Participantes da palestra no auditório da Casa de Núcleos

Em sua explanação, Maria Zélia Feitosa chamou a atenção para a questão do respeito e da disponibilidade para ouvir o outro. A palestrante destacou que a Organização Mundial de Saúde reconhece o suicídio como um grave problema de saúde pública. Segundo ela, pesquisas comprovam que no mundo uma pessoa se suicida a cada 40 segundos e no Brasil a cada 45 minutos. A palestrante se referiu ainda aos familiares e amigos que são impactados pelo suicídio e sobre a dificuldade de estatísticas recentes, já que as poucas instituições que pesquisam o tema, por conta de inúmeros fatores, só conseguem divulgar os resultados muito após o ocorrido. “Para se ter uma ideia as pesquisas feitas neste ano só serão divulgadas no final de 2021”, disse.

Maria Zélia Feitosa destacou a necessidade de se buscar a prevenção. “A importância de trazer um tema destes para o debate é para que todos tomem consciência da valorização da vida. É um momento de saber que precisamos refletir sobre esses casos que a cada dia crescem mais, então nosso objetivo aqui é discutir o que possa realmente prevenir”, destacou.

Valorização da vida foi o tema principal

Valorização da vida foi o tema principal

A Presidente do GAF destacou também como funciona o Centro de Valorização da Vida, conhecido pela sigla CVV e como as pessoas podem ter acesso ao atendimento. A palestra ganhou um clima intimista e se transformou em uma roda de conversa, na qual alguns dos presentes deram seus depoimentos ou buscaram orientações.

A Subdefensora Pública Geral ressaltou que o momento foi enriquecedor. “Tivemos a oportunidade de falar abertamente sobre o suicídio, que ainda representa um tabu em nossa sociedade, esclarecendo dúvidas e principalmente conhecendo o valoroso trabalho dos que se dedicam, todos os dias, a apoiar pessoas que estão em sofrimento e pensam no suicídio como forma de escapar da dor. Realmente precisamos estar atentos aos que estão a nossa volta para assim, quem sabe, conseguir ajudar a salvar mais vidas”, disse Dra. Carla Yáscar Belchior.

O Defensor Público Geral reafirmou o interesse da Defensoria em discutir o tema. “Abordar a questão do suicídio de maneira responsável é um dever de todos. Esse é um mal que pode acometer qualquer pessoa, independente da idade, nível cultura ou situação financeira. Essas pessoas precisam saber que não estão sozinhas e podem conseguir o apoio necessário em espaços como o Centro de Valorização da Vida e o Grupo de Apoio Fraterno. Hoje tivemos uma tarde enriquecedora. Agradecemos a presença da presidente do GAF, Maria Zelia Feitosa, por discorrer sobre o tema de forma tão esclarecedora”, afirmou Dr. Erisvaldo Marques.